Os militares já tinham ido embora, o mundo já não se dividia mais entre esquerda e direita, o povo já elegia diretamente seus representantes. Todas essas questões que inspiravam a música de protesto das décadas anteriores estavam superadas. Na década de 1990, a miséria e a violência das periferias dos grandes centros urbanos passaram a encabeçar a nova lista de problemas nacionais – e a música de grupos surgidos nessas regiões, como O Rappa e Racionais MC’s (foto), das periferias pobres do Rio e de São Paulo, falaram da dor dessa exclusão social. Neste sétimo e último programa do documentário com que a Rádio Batuta tratou da história da música de protesto no Brasil, o jornalista e pesquisador Silvio Essinger, autor do livro Batidão: uma história do funk, conversa com Joaquim Ferreira dos Santos sobre os principais artistas e temas do rap e do funk.

 

Músicas

Vem pra rua (Henrique Ruiz Nicolau) – O Rappa

Diário de um detento (Jocenir) – Racionais MC’s

Eu protesto (Chorão) – Charlie Brown Jr

Dedo na ferida (Emicida) – Emicida

Rap do Borel (William e Duda) – William e Duda

Qualé? (Marcelo D2) – Marcelo D2

Soldado morto (MV Bill) – MV Bill

Todo camburão tem um pouco de navio negreiro (Marcelo Yuka) – O Rappa

Candidato Caô Caô (Walter Meninão e Pedro Butina) – Bezerra da Silva

Rap da felicidade (Katia) – Cidinho e Doca

 

Produção e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro