Em 1937, Cole Porter sofre uma queda de cavalo, e o animal desabou sobre suas pernas. Os médicos queriam amputá-las, ele e sua mulher não deixaram. Mas nunca mais o compositor deixaria de sentir fortes dores (e a perna direita acabaria amputada em 1958). O acidente reduziu o lado alegre e reforçou o melancólico de Cole Porter, e isto transpareceu em suas composições, a começar por At long last love. João Máximo conta neste episódio o que mudou na obra do compositor. A qualidade nunca se perdeu.

Músicas do episódio

At long last love – André Previn

At long last love – Bobby Short

You never know – Donna MacKechnie

Where’s that tune? – Harry Groener e Donna MacKechnie

By candlelight – Harry Groener e David Garrison

“Leave it to me”, overture – Orquestra

Far away – Caroline Altman e Steve Rhyne

Well did you Evah! – coro

Friendship – Ethel Merman & Bert Lahr

Come on in – Ronny Graham, Kaye Ballard e Bibi Osterwald

Gavotte – London Symphonette

Give him the Oo-la-la – Elmarie Wendel

Make it another old-fashioned, please – Ethel Merman

Who would have dreamed? – Dolores Gray

Let’s not talk about love – Danny Kaye

Everything I love – Mary Jane Walsh

“Something for the boys, overture – London Symphonette

The leader of the Big Time Band – Kaye Ballard, Carmen Alvarez e Elmarie Wendel)

Abracadabra – June Havoc

I love you – Wilbur Evans

Is it the girl or is it the gown? – Dolores Gray e coro

Only another boy and girl – Jane Harvey e quarteto de Benny Goodman

 

Roteiro, texto e apresentação: João Máximo

Edição e sonorização: Filipe Di Castro