As marchinhas de carnaval, glória cultural do Rio de Janeiro na primeira metade do século passado, costumavam passear em suas letras pelos bairros da cidade. A Barra da Tijuca era ainda bastante distante e aparece em várias delas como um sinônimo geográfico para pecado, lugar onde meninas não deviam ir porque, como diz a marchinha Com jeito vai, cantada por Emilinha Borba, “um dia a casa cai”. Neste programa, o quarto da série que homenageia os 450 anos do Rio, Joaquim Ferreira dos Santos mostra cenas, personagens e costumes em outros bairros, como Copacabana, Leme, Lapa, Mangueira e Praça Onze.

Músicas

O que é que há? (João de Barro) – Jorge Veiga

Rancho da Praça Onze (João Roberto Kelly e Chico Anysio) – Dalva de Oliveira

Praça Onze (Herivelto Martins e Grande Otelo) -Trio de Ouro

Cidade maravilhosa (André Filho) – Aurora Miranda

Vai com jeito (João de Barro) – Emilinha Borba

É hoje que eu vou me acabar (Paquito, Marino Pinto e Romeu Gentil) – Vocalistas Tropicais

Maria Candelária (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Blecaute

Sassaricando (Luiz Antonio, Jota Jr. e Oldemar Magalhães) – Virginia Lane

Bonde São Januário (Ataulfo Alves e Wilson Batista) – Cyro Monteiro

A Lapa (Herivelto Martins e Benedito Lacerda) – Francisco Alves

Fala Mangueira (Mirabeau e Milton de Oliveira) – Angela Maria

Paris (Alcyr Pires Vermelho e Alberto Ribeiro) – Carmen Miranda

 

Roteiro e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro