Kiko Dinucci, reconhecido como um dos principais compositores de sua geração, já realizou trabalhos em diversos formatos, como o trio Metá Metá e o quarteto Passo Torto, muitas vezes tocando guitarra. Agora, em janeiro de 2020, lança um trabalho todo de voz e violão, com o apoio em algumas faixas de cantoras e um cantor. Rastilho é o nome do disco do artista de 42 anos e tema de sua conversa com Lucas Nobile, para a Rádio Batuta. Ele fala de referências que tem no violão (Baden Powell, Gilberto Gil, João Bosco), que usa dando prioridade à parte rítmica. Como se pode perceber nas músicas selecionadas para o programa, é uma sonoridade forte, marcada pelo candomblé, e com letras urbanas que retratam São Paulo e o Brasil de hoje.

Repertório

Olodé (Kiko Dinucci) – Kiko Dinucci

Febre do rato (Kiko Dinucci) – Kiko Dinucci

Veneno (Kiko Dinucci e Ogi) – Kiko Dinucci e Ogi

 

Apresentação: Lucas Nobile

Edição: Filipe Di Castro