Além de sua exuberante produção gráfica, em exposição no IMS-Paulista, Millôr Fernandes escreveu peças de teatro, musicais e até mesmo foi compositor. Alguns desses trabalhos ficaram gravados e serviram para Joaquim Ferreira dos Santos organizar este programa, um passeio sonoro pela obra de um artista que geralmente se aprecia em sua versão mais conhecida, através de jornais, revistas e livros. A voz do próprio Millôr, em um disco de 1969 com a participação de Fernanda Montenegro, ajuda na apresentação de uma obra genial em todas as plataformas.

 

Roteiro e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro