O bairro do Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro, está completando em 2019 seu primeiro centenário e, entre outras novidades, traz a de estar cada vez mais presente na geografia musical da cidade. Este é o assunto do programa apresentado por Joaquim Ferreira dos Santos com Luís Filipe de Lima, violonista e pesquisador, e Andréa Dutra, cantora e pesquisadora. A música popular flagrou a evolução do bairro, que de início era visto como um sinônimo de pecado (Moleque indigesto), cenário de encontros amorosos, e hoje é um dos endereços mais chiques (ou elitistas) do Brasil (Avec no Leblon). Noel Rosa, Braguinha e Lamartine Babo fizeram marchinhas sobre o Leblon, mas elas eram raras até a segunda metade do século passado. Com o bairro se urbanizando e servindo de endereço a muitos artistas, os seus personagens e situações passaram a ser temas de canções. Joaquim, Filipe e Andréa recordam algumas delas e contam histórias de artistas que viveram no bairro, como Tom Jobim (que Filipe via tomar uísque numa academia de ginástica), Elton Medeiros, Alceu Valença e Haroldo Barbosa.

Repertório

Samba do Leblon (Luiz Ayrão) – Miltinho

O que que há com a sua baratinha? (Furnarius Rufus) – Luís Filipe de Lima

Moleque indigesto (Lamartine Babo) – Carmen Miranda e Lamartine Babo

Óculos (Herbert Vianna) – Paralamas do Sucesso

Billy Negão (Maurício Barros, Guto Goffi e Cazuza) – Barão Vermelho

Mudando de conversa (Maurício Tapajós e Hermínio Bello de Carvalho) – Andréa Dutra

Andar, andar (Alceu Valença) – Alceu Valença

Aquilo bom (Luiz Gonzaga e Severino Ramos)Elba Ramalho

Codajás (Danilo Caymmi e Ronaldo Bastos) – Nana Caymmi

Avec no Leblon (Umberto Silva, Paulo Aguiar e Mergulhão) – Elza Soares

Lua do Leblon (Fausto Nilo e Lisieux de Costa) – Marcos Lessa

 

Roteiro e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro