Embora criada em 2001, a Orquestra Jovem Tom Jobim está lançando apenas seu segundo CD. É dedicado à obra de Moacir Santos. Infelizmente, por ser considerado resultado de um projeto educativo, não comercial, o álbum não é vendido. Até por isso, para não deixar esse importante trabalho passar despercebido, a Batuta apresenta seis das dez faixas e entrevista um dos maestros e arranjadores, Tiago Costa. Ele e Nelson Ayres regeram os músicos. Costa comenta a obra de Moacir.

A orquestra é vinculada à Escola de Música do Estado de São Paulo, unidade da Secretaria estadual de Cultura, e é gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura.

Repertório

Coisa nº 5 (Nanã) (Moacir Santos) – Orquestra Jovem Tom Jobim, arranjo e regência de Tiago Costa

Coisa nº 2 (Moacir Santos) – Orquestra Jovem Tom Jobim, arranjo e regência de Tiago Costa

Coisa nº 10 (Moacir Santos) – Orquestra Jovem Tom Jobim, arranjo e regência de Tiago Costa

Amphibious (Moacir Santos) – Orquestra Jovem Tom Jobim, arranjo e regência de Nelson Ayres

April child (Moacir Santos) – Orquestra Jovem Tom Jobim, arranjo e regência de Nelson Ayres

Outra coisa (Moacir Santos) – Orquestra Jovem Tom Jobim, arranjo e regência de Tiago Costa

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro

A Batuta compartilhou em 2017 o documentário Moacir Santos ou Os caminhos de um músico brasileiro, realizado por Andrea Ernest Dias na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz).