Em 30 de abril de 2017, no Rio Grande do Sul, morreu Belchior, o cantor e compositor que, no auge da fama, largou tudo e sumiu no mapa. Chris Fuscaldo e Marcelo Bortoloti estão lançando o livro Viver é melhor que sonhar – Os últimos caminhos de Belchior (Sonora Edições). Eles entrevistaram cerca de 200 pessoas, foram aos vários endereços por onde o artista andou no Sul do país e no Uruguai, sem dar notícias ao resto do mundo, entre 2009 e 2017.  Nesta entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos, os dois jornalistas apresentam algumas das novidades que coletaram e especulam sobre os mistérios que ainda envolvem a história. Para a lista de músicas, Fuscaldo escolheu cinco em que Belchior já dá pistas da solidão, da independência, do misticismo que poderiam estar na explicação de seu futuro.

Repertório

Comentário a respeito de John (Belchior e José Luiz Penna) – Belchior

De primeira grandeza (Belchior) – Belchior

Tudo outra vez (Belchior) – Belchior

Divina comédia humana (Belchior) – Belchior

Alucinação (Belchior) – Belchior

 

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro