Em 9 de junho de 1983, o Tamba Trio se apresentou num célebre palco de música clássica, o da Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro. Reunida no ano anterior para o disco “20 anos de bossa”, a formação original do conjunto realizou um show que ficou marcado como histórico por quem assistiu. Agora, com a digitalização da fita cassete em que o espetáculo foi gravado, pode-se ouvir o que fizeram Luiz Eça (piano e vocais), Bebeto Castilho (contrabaixo, sopros e vocais) e Hélcio Milito (bateria, percussão e vocais). A fita foi repassada por Fernanda Quinderé, viúva de Eça, ao Instituto Piano Brasileiro, dirigido por Alexandre Dias.

Lucas Nobile conta a história daquela noite e assinala a importância do Tamba, um dos mais importantes (ou o mais) conjuntos surgidos no bojo da bossa nova. Há entrevistas com o único remanescente, Bebeto Castilho, e com Marcelo Camelo (sobrinho de Bebeto), Fernanda Quinderé e o baterista Edu Ribeiro, que explica o estilo de Milito.

O show na íntegra está na página do Instituto Piano Brasileiro no YouTube:

Repertório

Evangelho (Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro)

Samba da minha terra (Dorival Caymmi)

1º movimento da Sonata No.16 para piano, KV. 545, em dó maior (Mozart)

Asa branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira)

Prelúdio (Luiz Eça e Bebeto Castilho)

Moça flor (Durval Ferreira e Lula Freire) – Bebeto Castilho em 1975, com acompanhamento de Luiz Eça e Hélcio Milito

Tamba (Luiz Eça)

 

Apresentação: Lucas Nobile

Edição: Filipe Di Castro