O boogie woogie, um dos subgêneros do jazz, deixou uma influência divertida na música brasileira entre entre as décadas de 1930 e 1950. De início foi encarado como mais uma invasão estrangeira, mas logo em seguida, antropofagicamente deglutido, passou a servir de inspiração. A cantora Antonia Adnet fez uma seleção com algumas dessas músicas, todas muito dançantes e carregadas de humor, no CD Tem + boogie woogie no samba. Entre os autores que se divertiram com o ritmo estão Janet de Almeida, Denis Brean, Wilson Batista e Haroldo Barbosa. Antonia contou a Joaquim Ferreira dos Santos como foi este trabalho, que teve a ajuda de Alfredo Del-Penho, Mario Adnet, Rodrigo Alzuguir e Pedro Paulo Malta na pesquisa de repertório.

Músicas

Boogie woogie na favela (Denis Brean) – Antonia Adnet

Malandro em Paris (Denis Brean) – Roberta Sá e Zé Renato

Bahiana no Harlem (Denis Brean e Osvaldo Guillherme) – Linda Batista

Cadê a Jane? (Wilson Batista e Erasmo Silva) – Os Cariocas

Pra que discutir com madame (Janet Almeida e Haroldo Barbosa) – Janet Almeida

Eu quero um samba (Janet Almeida e Haroldo Barbosa) – João Gilberto

Joãozinho Boa Pinta (Geraldo Jaques e Haroldo Barbosa) – João Cavalcanti e Antonia Adnet

O que é que tem? (Joel de Almeida e Pedro Caetano) – Dircinha Batista

Chiclete com banana (Gordurinha e Almira Castilho) – Antonia Adnet

 

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro

 

Vídeo: trechos da gravação do programa “Tem boogie woogie no samba”