Completou 50 anos em 2020 um dos discos mais importantes da história do samba: Portela passado de glória. Foi o lançamento da Velha Guarda da Portela, reunida por Paulinho da Viola, idealizador e produtor do projeto. Paulinho é um dos entrevistados de Pedro Paulo Malta e Rodrigo Alzuguir neste programa especial, em dois capítulos, que conta a história do LP. Outro entrevistado é Monarco, então caçula da Velha Guarda, hoje seu decano e nome mais célebre. As faixas do disco são reorganizadas em blocos temáticos, tocadas e comentadas.

Como bônus robusto, Pedro Paulo e Rodrigo selecionaram 50 gravações. Na lista há outros registros da Velha Guarda, composições de seus integrantes e interpretações de, entre outros, Paulinho, Clara Nunes, Cristina Buarque, Zeca Pagodinho e Marisa Monte.

Repertório do programa 1

Levanta cedo (Antônio Rufino) – solo de João da Gente

Alegria tu terás (Antônio Caetano) – solos de João da Gente e Ventura

Cocorocó (Paulo da Portela) – solo de João da Gente

Se tu fores na Portela (Ventura) – solo de Ventura

A tristeza me persegue (Heitor dos Prazeres e João da Gente) – solos de Alcides e João da Gente

Ando penando (Alcides Dias Lopes) – solo de Alcides

Passado de glória (Monarco) – solo de Jair do Cavaquinho

 

Repertório do programa 2

Quantas lágrimas (Manacéa) – solo de Manacéa

Chega de padecer (Mijinha) – solo de Armando Santos

Desengano (Aniceto da Portela) – solo de Aniceto

Vaidade de um sambista (Chico Santana) – solo de Chico Santana

Vida de fidalga (Alvaiade e Chico Santana) – solo de Chico Santana

A maldade não tem fim (Armando Santos) – solo de Armando Santos

Sofrimento de quem ama (Alberto Lonato) – solo de Alberto Lonato

 

Roteiro e apresentação: Pedro Paulo Malta e Rodrigo Alzuguir

Edição: Filipe Di Castro

 

Abaixo, uma seleção de outras gravações relacionadas à Velha Guarda da Portela. Estão incluídas faixas dos quatro discos que o conjunto lançou nas décadas seguintes à estreia, participações em discos de outros artistas e gravações de músicas dos integrantes por diversos cantores.

Sentimentos (Mijinha) – Paulinho da Viola (1973)

Tudo menos amor (Monarco e Walter Rosa) – Martinho da Vila (1973)

Vai amor (Monarco e Walter Rosa) – Clara Nunes (1975)

Não pode ser verdade (Alberto Lonato) – Cristina Buarque (1976)

Quitandeiro (Paulo da Portela e Monarco) – Monarco (1976)

O passado da Portela (Monarco) João Nogueira (1977)

Saco de feijão (Chico Santana) – Beth Carvalho (1977)

Volta, meu amor (Manacéa e Áurea Maria) – Sônia Lemos (1977)

Chegou quem faltava (Nilson Gonçalves) – Dona Ivone Lara e Alcides Dias Lopes (1978)

Vivo isolado no mundo (Alcides Dias Lopes) – Candeia (1978)

Muito embora abandonado (Mijinha e Chico Santana) – Cristina Buarque e Velha Guarda da Portela (1978)

Outro recado (Candeia e Casquinha) – Clara Nunes (1978)

Quem me ouvir cantar (Aniceto da Portela) – Clara Nunes (1978)

Passarinho (Chatim) – Beth Carvalho (1978)

Linda borboleta (Monarco e Paulo da Portela) – Beth Carvalho (1978)

Pranto (Chico Santana) – Vânia Carvalho (1978)

Recado (Paulinho da Viola e Casquinha) / Foi um rio que passou em minha vida (Paulinho da Viola) / Cantar pra não chorar (Heitor dos Prazeres e Paulo da Portela) – Paulinho da Viola, Casquinha e Velha Guarda da Portela (1980)

A chuva cai (Argemiro e Casquinha) – Beth Carvalho (1980)

Silêncio (Chico Santana) – Beth Carvalho (1980)

Homenagem à Velha Guarda (Monarco) – Monarco e Velha Guarda da Portela (1980)

Vida de rainha (Alvaiade e Monarco) – Cristina Buarque e Velha Guarda da Portela (1981)

Quando quiseres (Manacéa) – Cristina Buarque (1981)

Portela na avenida (Mauro Duarte e Paulo Cesar Pinheiro) – Clara Nunes e Velha Guarda da Portela (1981)

Flor do interior (Manacéa) – Velha Guarda da Portela (1986)

Hino da Velha Guarda da Portela (Chico Santana) – Velha Guarda da Portela (1986)

Existe um traidor entre nós (Chico Santana) – Reinaldo e Velha Guarda da Portela (1987)

Nega danada (Chatim) / Mulher ingrata (Chatim) / Para o bem do nosso bem (Alvaiade) – Zeca Pagodinho e Mauro Diniz (1987)

Linda Guanabara (Paulo da Portela) – Velha Guarda da Portela (1988)

Homenagem ao Morro Azul (Paulo da Portela) / Para que havemos de mentir? (Paulo da Portela) / Cantar de um rouxinol (Paulo da Portela) – Velha Guarda da Portela (1988)

Minha orelha (Alcides Dias Lopes)/ Quanto mais eu rezo (Chico Santana) / Eu vou embora (Alcides Dias Lopes e Chico Santana) – Jorge Aragão e Sombrinha (1988)

Deixa meu nome em paz (Monarco e Alcides Dias Lopes) – Monarco (1992)

Esta melodia (Bubu da Portela e Jamelão) – Marisa Monte e Velha Guarda da Portela (1994)

Amor proibido (Manacéa)/ Eu perdi você (Aniceto da Portela)/ Adeus, eu vou partir (Mijinha e Chico Santana) – Cristina Buarque, Manacéa e Monarco (1994)

O ideal é competir (Candeia e Casquinha) – Paulinho da Viola e Velha Guarda da Portela (1996)

Hino da Portela (Chico Santana) – Monarco, Paulinho da Viola, Cristina Buarque, João Nogueira, Wilson Moreira, Noca da Portela, Dorina, Simone Moreno e Eliane Faria (1999)

A noite que tudo esconde (Alvaiade e Chico Santana) – Paulinho da Viola e Velha Guarda da Portela (2000)

Lenço (Monarco e Chico Santana) – Zeca Pagodinho e Velha Guarda da Portela (2000)

Cidade mulher (Paulo da Portela) – Monarco (2000)

Minha querida (Manacéa) – Marquinhos de Oswaldo Cruz (2000)

Maria Sambamba (Casquinha) – Casquinha (2001)

Saia da casa dos outros (Argemiro Patrocínio e Darci Maravilha) – Argemiro e As Pastoras da Velha Guarda da Portela (2002)

Amém (Argemiro Patrocínio e Teresa Cristina) – Argemiro e Teresa Cristina (2002)

A saudade me traz (Alberto Lonato e Argemiro Patrocínio) – Zeca Pagodinho e As Pastoras da Velha Guarda da Portela (2002)

Doce na feira (Jair do Cavaquinho e Altair Costa) – Jair do Cavaquinho (2002)

Madrugada (Aniceto da Portela) – Tia Surica (2004)

Lágrimas e tormentos (Argemiro Patrocínio) – Marisa Monte (2006)

Volta (Manacéa) – Marisa Monte, Monarco e Velha Guarda da Portela (2008)

Falsas juras (Casquinha e Candeia) / Pecadora (Jair do Cavaquinho e Joãozinho da Pecadora) / Manhã brasileira (Manacéa) – Zeca Pagodinho (2008)

O meu nome já caiu no esquecimento (Paulo da Portela) / Eu não sou do morro (Francisco Santana) / Não deixo saudade (Manoel Ferreira e Roberto Martins) / Você me abandonou (Alberto Lonato) / Quantas lágrimas (Manacéa) – Cristina Buarque e Terreiro Grande (2007)

Coração em desalinho (Monarco e Ratinho) – Maria Rita e Velha Guarda da Portela (2020)