A programação tem curadoria de Luiz Fernando Vianna e Joaquim Ferreira dos Santos. Ela combina gravações que fazem parte do acervo do Instituto Moreira Salles (da primeira metade do século XX, sobretudo) com registros mais recentes.