https://radiobatuta.com.br/programa/maureen-bisilliat-2/

Maureen Bisilliat

Fotojornalismo, luto e literatura foram assuntos de Maureen Bisilliat na Casa do IMS. A fotógrafa nascida na Inglaterra relançou o livro “Sertões: luz & trevas”, em edição do IMS, onde está todo o seu acervo. Obras como a de Euclides da Cunha moldaram sua visão do Brasil.

05.11.2019

Kalaf Epalanga. Foto de David Pattinson/Divulgação

Kalaf Epalanga

Integrante da banda Buraka Som Sistema e escritor que vem se tornando mais conhecido no Brasil, o angolano Kalaf Epalanga, que foi imigrante clandestino em Portugal, explicou na Casa do IMS como os africanos transformaram Lisboa.

08.10.2019

Grada Kilombo e Stephanie Borges

Grada Kilomba e Stephanie Borges

Autora de “Memórias da plantação”, a portuguesa Grada Kilombo falou à poeta Stephanie Borges de seu espanto com marcas do Brasil como a porta da frente e a porta dos fundos. “São serviços de humilhação: limpar o lixo, servir o café. É anterior ao colonialismo. É escravatura.”

31.07.2019

Jorge Coli. Foto de Tatiana Ferro

Jorge Coli e Hélio de Seixas Guimarães

Para Coli, professor da Unicamp, “Os sertões” é “o maior livro da nossa literatura”, que desmontou as ideias racistas do próprio Euclides da Cunha. Já Guimarães (USP) mostrou como Machado de Assis foi agudo e profético em suas crônicas sobre Canudos, que se mantêm atuais.

29.07.2019

Heloisa Starling

Angela Alonso e Heloisa Starling

“A gente encontra pólvora e sangue”, disse a socióloga Angela Alonso sobre a história brasileira. “Eu tenho a sensação de um país caindo em pedaços”, afirmou a cientista política Heloisa Starling sobre os dias de hoje. As duas abordaram a violência nacional de agora e de sempre.

29.07.2019

Ailton Krenak

Ailton Krenak e Aparecida Vilaça

Apesar do título assustador da mesa, “Diante do fim do mundo”, o líder indígena e escritor Ailton Krenak e a antropóloga Aparecida Vilaça destacaram formas de se construir o futuro. Mas alertaram para os riscos que os povos indígenas correm no governo Bolsonaro.

24.07.2019

Lilia Moritz Schwarcz

Lilia Moritz Schwarcz

A historiadora e antropóloga destacou que o autoritarismo e a desigualdade social são marcas permanentes da história do Brasil. Mostrou como é falso o mito da democracia racial e disse que estamos numa “democradura”.

24.07.2019

Ruínas de Canudos submersas no açude de Cocorobó, nos anos 1990. Foto de Evandro Teixeira

Episódio 5 – Canudos é aqui

O episódio final da série conta a história recente de Canudos pelo ponto de vista de dois personagens locais: o historiador João Batista, guia do Parque Estadual de Canudos, e o músico Fábio Paes, que pesquisa os cantos populares que evocam a guerra.

02.07.2019