A transformação de Gregor Samsa num inseto monstruoso (não exatamente numa barata, como sempre se diz) é uma das cenas mais conhecidas da literatura. A escritora Carola Saavedra destaca que no clássico A metamorfose, do tcheco Franz Kafka (1883-1924), a transformação também é de um caixeiro viajante produtivo e arrimo de família em alguém que não serve mais para o mundo moderno.