O ano de 1948 foi um ano marcante para a indústria fonográfica mundial. Foi naquele ano que a gravadora Columbia americana apresentou o elepê de 33 rpm, resultado de nove anos de pesquisa. Simultaneamente, a Philco lançou o aparelho para a reprodução do novo disco. No LP de estreia, o violinista Nathan Milstein e a Orquestra Sinfônica Filarmônica de Nova York interpretavam o “Concerto em Mi Menor”, de Mendelssohn.

Bloco 1
A moda da mula preta (Raul Torres) – Luiz Gonzaga
A saudade mata a gente (João de Barro e Antônio Almeida) – Dick Farney
A mulata é a tal (João de Barro e Antônio Almeida) – Ruy Rey com acompanhamento do maestro Severino Araújo e Orquestra Tabajara

Bloco 2
Somos dois (Klecius Caldas, Armando Cavalcanti e Luís Antônio) – Dick Farney
Um cantinho e você (José Maria de Abreu e Jair Amorim) – Dick Farney
Aquelas palavras (Benny Wolkoff e Luís Bittencourt) – Lúcio Alves

Bloco 3
Saudade de Itapoã (Dorival Caymmi) – Dorival Cammi
A lenda do Abaeté (Dorival Caymmi) – Dorival Caymmi
Saudade (Dorival Caymmi e Fernando Lobo) – Orlando Silva com acompanhamento de Lírio Panicali e Orquestra Odeon
Esses moços (Lupicínio Rodrigues) – Francisco Alves com acompanhamento de Lírio Panicali e Orquestra Odeon

Bloco 4
Caminhemos (Herivelto Martins) – Francisco Alves com acompanhamento de Lírio Panicali e Orquestra Odeon
Infidelidade (Ataulfo Alves e Américo Seixas) – Déo com acompanhamento de K-Ximbinho e conjunto
Rosa Maria (Aníbal Silva e Eden Silva) – Gilberto Alves e regional

Bloco 5
Adeus, América (Geraldo Jacques e Haroldo Barbosa) – Os Cariocas
Nova ilusão (José Menezes e Luís Bittencourt) – Os Cariocas e Vocalistas Tropicais
Rio (Ary Barroso) – Dircinha Batista

Bloco 6
É com esse que eu vou (Pedro Caetano) – Quatro Ases e um Coringa
Tem gato na tuba (João de Barro e Alberto Ribeiro) – Nuno Roland com acompanhamento do maestro Severino Araújo e Orquestra Tabajara

Bloco 7
Segue teu caminho (Mário Zan e Arlindo Pinto) – Sólon Sales
Não me diga adeus (Paquito, Luís Soberano e João Correia da Silva) – Araci de Almeida com acompanhamento de Benedito Lacerda e conjunto

 
Baseado no livro “A canção no tempo”, de Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello
Adaptação, pesquisa e texto: Carla Paes Leme
Locução: Cláudia Diniz
Sonorização: Filipe Di Castro
Edição: Carla Paes Leme e Filipe Di Castro
Supervisão: Francisco Bosco

Conteúdo relacionado