Em 1965, ano em que a cidade do Rio de Janeiro comemorou seu quarto centenário, a Jovem Guarda estava em alta, com a estreia do programa de TV comandado por Roberto Carlos (foto), Erasmo Carlos e Wanderléa. Foi também um ano de prestígio para Zé Kéti, como compositor e no palco com o show "Opinião", ao lado de João do Valle e Nara Leão, depois substituída pela estreante Maria Bethânia. Outros dois espetáculos musicais que marcaram 1965 foram "Pobre menina rica", com músicas de Carlos Lyra e Vinícius de Moraes, e "Rosa de Ouro", promovido por Hermínio Bello de Carvalho e Kleber Santos, reunindo Paulinho da Viola, Araci Cortes, Clementina de Jesus, Elton Medeiros, Jair do Cavaquinho, Nelson Sargento e Nescarzinho do Salgueiro.

Bloco 1

Quero que vá tudo pro inferno (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Roberto Carlos
A garota do baile (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Roberto Carlos
Não quero ver você triste (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Roberto Carlos
Parei, olhei (Rossini Pinto) – Roberto Carlos
Festa do Bolinha (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Trio Esperança
Gatinha manhosa (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Erasmo Carlos
Festa de arromba (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Erasmo Carlos

Bloco 2

Preciso aprender a ser só (Marcos Vale e Paulo Sérgio Valle) – Elis Regina
Samba de verão (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle) – Marcos Valle

Bloco 3

Opinião (Zé Kéti) – Nara Leão
Acender as velas (Zé Kéti) – Nara Leão (junto com Opinião)
Malvadeza Durão (Zé Kéti) – Elizeth Cardoso
Carcará (João do Vale e José Cândido) – Maria Bethânia

Bloco 4

Minha namorada (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes) – Os Cariocas
Primavera (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes) – Carlos Lyra e Dulce Nunes
Pau de arara (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes) – Ary Toledo

Bloco 5

O neguinho e a senhorita (Noel Rosa de Oliveira e Abelardo Silva) – Noite Ilustrada
Minhas madrugadas (Paulinho da Viola e Candeia) – Elizeth Cardoso
Formosa (Baden Powell e Vinícius de Moraes) – Cyro Monteiro
Mascarada (Zé Kéti e Elton Medeiros) – Zé Kéti
Rosa de Ouro (Elton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho) – Araci Cortes e conjunto Rosa de Ouro
Pedro Pedreiro (Chico Buarque) – Chico Buarque

Bloco 6

Das rosas (Dorival Caymmi) – Dorival Caymmi
O trovador (Evaldo Gouveia e Jair Amorim) – Altemar Dutra
Sentimental demais (Evaldo Gouveia e Jair Amorim) – Altemar Dutra

Bloco 7

Arrastão (Edu Lobo e Vinicius de Moraes) – Elis Regina
Reza (Edu Lobo e Ruy Guerra) – Elis Regina e Jair Rodrigues
Trem das Onze (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa

Bloco 8

Rancho da Praça Onze (João Roberto Kelly e Chico Anísio) – Dalva de Oliveira
Joga a chave, meu amor (João Roberto Kelly e J. Rui) – Jorge Goulart
Mulata Iê-Iê-Iê (João Roberto Kelly) – Emilinha Borba
Os cinco bailes da história do Rio (Silas de Oliveira, Bacalhau e Dona Ivone Lara) – Dona Ivone Lara

Baseado no livro “A canção no tempo”, de Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello

Adaptação, pesquisa e texto: Carla Paes Leme
Locução: Gláucia Araújo
Edição, sonoplastia e montagem: Filipe Di Castro