O ano de 1966 foi ano de Copa do Mundo e dos festivais da canção. Também foi ano de perdas para a música brasileira com a morte da cantora Sílvia Telles, dos compositores José Maria de Abreu e Heitor dos Prazeres e do poeta, letrista e jornalista Orestes Barbosa. Entre os intérpretes que brilharam estavam Elis Regina, Nara Leão, Jair Rodrigues e Chico Buarque.

 

Bloco 1

Upa neguinho (Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri) – Elis Regina
Pra dizer adeus (Edu Lobo e Torquato Neto) – Elis Regina
Roda (Gilberto Gil e João Augusto) – Elis Regina 
Canto de Ossanha (Baden Powell e Vinícius de Moraes) – Elis Regina

Bloco 2

Disparada (Téo de Barros e Geraldo Vandré) – Jair Rodrigues
Pede passagem (Sidney Miller) – Nara Leão
Morena dos olhos d’água (Chico Buarque) – Nara Leão 
Olê Olá (Chico Buarque) – Chico Buarque
A Rita (Chico Buarque) – Chico Buarque
A banda (Chico Buarque) – Nara Leão

Bloco 3

Apelo (Baden Powell e Vinicius de Moraes) – Elizeth Cardoso
Guarânia da saudade (Luís Vieira) – Carlos José
Porta-estandarte (Geraldo Vandré e Fernando Lona) – Geraldo Vandré e Tuca
Saveiros (Dori Caymmi e Nelson Motta) – Nana Caymmi

Bloco 4

Procissão (Gilberto Gil) – Gilberto Gil
Louvação (Gilberto Gil e Torquato Neto) – Elis Regina e Jair Rodrigues

Bloco 5

Negro gato (Getúlio Côrtes) – Roberto Carlos
Eu te darei o céu (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Roberto Carlos
Nossa canção (Luiz Ayrão) – Roberto Carlos
É papo firme (Renato Correia e Donaldson Gonçalves) – Roberto Carlos
Namoradinha de um amigo meu (Roberto Carlos) – Roberto Carlos

Bloco 6

Brigas (Evaldo Gouveia e Jair Amorim) – Altemar Dutra
Devolva-me (Renato Barros e Lilian Knapp) – Leno e Lílian
Devo tudo a você (Renato Barros) – Jerry Adriani
A volta (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Os Vips
O carango (Nonato Buzar e Carlos Imperial) – Erasmo Carlos
Mamãe passou açúcar em mim (Carlos Imperial) – Wilson Simonal

Bloco 7

Tristeza (Haroldo Lobo e Niltinho) – Jair Rodrigues
Vem chegando a madrugada (Zuzuca e Noel Rosa de Oliveira) – Jair Rodrigues

 

Baseado no livro “A canção no tempo”, de Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello

Adaptação e pesquisa: Carla Paes Leme
Locução: Gláucia Araújo
Edição, sonoplastia e montagem: Filipe Di Castro