Formada por Schoenberg, Berg e Webern e tendo o atonalismo como base, a música da Segunda Escola de Viena ainda assusta muitos ouvintes, mas Arthur Dapieve demonstra que a má fama nem sempre procede. É verdade que Schoenberg produziu peças que exigem grande abstração intelectual. Mas parte considerável de sua obra tem beleza. É uma beleza estranha que recompensa a audição. E Berg e Webern costumam surpreender quem só esperava deles frieza e dificuldade.

Repertório

Berg: Concerto para violino II – Allegro/Adagio (16:12)

Webern: Movimento Lento para Quarteto de Cordas (9:02)

Schoenberg:
I. Mondenstrunken (1:33)
II. Colombine (1:52)
III.  Der Dandy (1:19)
IV.  Eine blasse Wäscherin (1:27)
V. Valse de Chopin (1:25)
VI.  Madonna (2:09)
VII. Der kranken Mond (2:44)

 

Apresentação: Arthur Dapieve

Edição e sonorização: Filipe Di Castro