É comum, no jazz, que por trás de um grande solista esteja um grande arranjador. Reinaldo Figueiredo selecionou algumas parcerias clássicas, como Miles Davis e Gil Evans, Duke Ellington e Billy Strayhorn, Dizzy Gillespie e Lalo Schifrin. O Brasil está representado por dois arranjadores-compositores de gerações diferentes: Moacir Santos e Vittor Santos.

Repertório

New Rhumba (Ahmad Jamal) – Miles Davis

Agra (Billy Strayhorn) – Duke Ellington Orchestra

Africana (Lalo Schifrin) – Dizzy Gillespie & his Orchestra

Broadband (Michael Brecker) – Michael Brecker Quindectet

The lone arranger (Carla Bley) – Orchestra Jazz Siciliana

Walking by flashlight (Maria Schneider) – Maria Schneider Orchestra

Maracatucutê (Moacir Santos) – Orquestra Ouro Negro

Da-terra (Vittor Santos) – Vittor Santos e Orquestra

 

A volta ao jazz em 80 mundos também é apresentado no terceiro sábado de cada mês, às 20h, na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz).

Apresentação: Reinaldo Figueiredo

Edição: Filipe Di Castro