Bráulio Tavares abriu a série "Batuta na Flip", de conversas na Casa do IMS, falando sobre os dois romances publicados por José Agrippino de Paula: Lugar público (1965) e Panamérica (1967). Defendeu que, para além da importância que eles tiveram para Caetano Veloso e para o tropicalismo, eles continuam fortes hoje e têm uma transgressão formal difícil de se encontrar em autores jovens do presente. A mediação foi de Luiz Fernando Vianna, coordenador de internet do IMS.