A série do Música é História dedicada aos grandes compositores continua com Chiquinha Gonzaga (1847-1935), mulher e compositora muito à frente de seu tempo. Na vida, separou-se aos 21 anos com três filhos, consagrou-se profissionalmente num tempo em que cabia às mulheres cuidar da casa e, nas últimas três décadas, amou um homem 36 anos mais novo (e foi amada por ele). Na obra, foi pioneira nas marchas de carnaval (Ó abre alas), na música manemolante invadindo os salões aristocraticos (Corta jaca) e deixou uma rica e fundamental produção de mais de 300 composições.

Músicas

Ó abre alas (Chiquinha Gonzaga) – Linda e Dircinha Batista

Gaúcho (Corta jaca) (Chiquinha Gonzaga) – Maria Teresa Madeira

Lua branca (Chiquinha Gonzaga) – Maria Bethânia

Atraente (Chiquinha Gonzaga) – Armandinho e Época de Ouro

Gaúcho (Corta jaca) (Chiquinha Gonzaga) – Banda de Câmara Anacleto de Medeiros

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Petria Chaves, da CBN)

Roteiro: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro