Geraldo Pereira, além de intérprete de grandes sambas, foi o que se chamava de um “cantor de bossa”. Dama ideal, de Alcebíades Nogueira e Arnaldo Passos, é de 1952 e mostra o seu brilho como cantor. O gogó era pequeno, mas ele brincava com os andamentos do samba e apresentava o seu estilo original. O registro está no site Discografia Brasileira.

Geraldo foi tema de um documentário em dez capítulos na Batuta.

 

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro