No encerramento de 2020, Arthur Dapieve propõe uma pausa ao som da música medieval. Parte das peças selecionadas tem autoria desconhecida e compositores sobre os quais há poucas informações. De alguns sabe-se os anos em que viveram, entre os séculos XI e XV. É o caso de Hildegard von Bingen, que se tornou santa.

Repertório

Messe de Tournai (autores desconhecidos). I. Introït: Salve sancta parens (3:35) – Ensemble Organum, regido por Marcel Pérès

Von Bingen. O nubor sanguinis (2:01) – Sequentia, regido por Barbara Thornton e Benjamin Bagby

Ockeghem. O rosa bella (3:59) – Orlando Consort

Pérotin. Beata viscera (6:09) – Tonus Peregrinus, regido por Antony Pitts

Dufay. Se la face ay pale (3:03) – Binchois Consort, regido por Andrew Kirkman

Machaut: Messe de Notre-Dame: III. Gloria (5:57) – Ensemble Organum, regido por Marcel Pérès

Lescurel. Douce amour, confortez moi (6:28) – Ensemble Gilles Binchois, regido por Dominique Vellard

Ockeghem. Salve regina (10:22) – Hilliard Ensemble

Binchois. Triste plaisir (4:38) – Ensemble Gilles Binchois, regido por Dominique Vellard

 

Prelúdios também é apresentado na última segunda-feira de cada mês, às 22h, na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz). Em dezembro, por causa das festas de fim de ano, a apresentação acontece na penúltima segunda-feira.

Apresentação: Arthur Dapieve

Edição: Filipe Di Castro