Com apenas 19 anos, Edu Lobo recebeu o impulso de Vinicius de Moraes na parceria Só me fez bem. Depois fizeram Arrastão, vitoriosa em festival de 1965 na voz de Elis Regina. Dois anos depois, Edu venceu outro festival com Ponteio. A partir da década de 1970 dedicou-se a refinar sua música, sem deixar de ser popular. Dentre as mais de 40 canções feitas com Chico Buarque, há clássicos como Choro bandido e Beatriz. Discípulo do amigo Tom Jobim, Edu está consagrado como um dos mais importantes compositores brasileiros. 

Músicas

Ponteio (Edu Lobo e Capinan)

Só me fez bem (Edu Lobo e Vinicius de Moraes)

Arrastão (Edu Lobo e Vinicius de Moraes)

Upa neguinho (Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri)

Choro bandido (Edu Lobo e Chico Buarque)

Beatriz (Edu Lobo e Chico Buarque)

Casa forte (Edu Lobo)

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Débora Freitas, da CBN)

Roteiro: Luiz Fernando Vianna

Edição e sonorização: Filipe Di Castro