O homenageado deste programa é um compositor e pianista aclamado por artistas de várias gerações da música brasileira. Autor de sucessos que atravessaram décadas como Apanhei-te cavaquinho e Odeon, ele é Ernesto Nazareth, que mereceu elogios de gênios diversos como Villa-Lobos. O escritor Mário de Andrade, autor de Macunaíma, era um fã declaro de Nazareth.

"Por todos esses caracteres e excelências, a riqueza rítmica, a falta de vocalidade, a celularidade, o pianístico muito feita de execução difícil, a obra de Ernesto Nazareth se distancia da produção geral congênere. É mais artística do que a gente imagina pelo destino que teve, e deveria estar no repertório dos nossos recitalistas. Posso lhes garantir que não estou fazendo nenhuma afirmativa sentimental não. É a convicção dessassombrada de quem desde muito observa a obra dele. Se alguma vez a prolixidade encomprida certos tangos, muitas das composições deste mestre de dança brasileira são criações magistrais, em que a força conceptica, a boniteza da invenção melódica, a qualidade expressiva, estão dignificadas por uma perfeição de forma e equilíbrio surpreendentes."
Mário de Andrade, escritor, sobre a obra de Ernesto Nazaré.

Bloco 1
Brejeiro (Ernesto Nazareth) – Custódio Mesquita
Nenê (Ernesto Nazareth) – Jacob do Bandolim
Matuto (Ernesto Nazareth) – Pixinguinha e Benedito Lacerda
Escorregando (Ernesto Nazareth) – Luiz Gonzaga

Bloco 2
Escovado (Ernesto Nazareth) – Ernesto Nazareth
Favorito (Ernesto Nazareth) – Ernesto Nazareth e Pedro de Alcântara

Bloco 3
Turuna (Ernesto Nazareth) – Banda do Corpo de Bombeiros
Bambino (Ernesto Nazareth) – Grupo de Sustenidos
Perigoso (Ernesto Nazareth) – Garoto e conjunto regional

Bloco 4
Apanhei-te cavaquinho (Ernesto Nazareth) – O Passos no Choco
Apanhei-te cavaquinho (Ernesto Nazareth e Darci de Oliveira) – Ademilde Fonseca e Benedito Lacerda e seu conjunto

Bloco 5
Coração que sente – Custódio Mesquita e orquestra
Plangente – Orquestra Rio Artists
Confidências – Jacob do Bandolim

Bloco 6
Ameno Resedá (Ernesto Nazareth) – Grupo do Louro
Odeon (Ernesto Nazareth) – Fon-Fon e orquestra

 

 

Pesquisa e texto: Carla Paes Leme
Locução: Cláudia Diniz
Sonorização: Filipe Di Castro
Edição: Carla Paes Leme e Filipe Di Castro
Supervisão: Francisco Bosco