Certa noite de 1932 e Francisco Alves aceita pagar as cervejas de Noel Rosa e Cartola, mas com uma condição: que fizessem sambas para ele gravar. A dupla criou ali mesmo Qual foi o mal que eu te fiz?. O cantor disse que era um de cada um, e Noel, cheio de ironias com o autor da encomenda, escreveu Estamos esperando. João Máximo conta a história e apresenta as duas gravações, sendo que Mario Reis fez duo com Chico Alves na segunda.

 

Apresentação: João Máximo

Edição e sonorização: Filipe Di Castro