Os sambas de Ataulfo Alves têm um toque de melancolia mesmo quando mais sacudidos. Infidelidade, um samba-canção de 1947 em parceria com Américo Seixas, mostra isso. O mineiro Ataulfo chegou ao Rio na década de 1930 e enturmou-se com o pessoal do Estácio, responsável pela modernização do samba. Deu-se o encontro da melancolia interiorana com o batuque carioca. A gravação faz parte da coleção de Miguel Ângelo de Azevedo, o Nirez, e foi extraída do site Discografia Brasileira.

 

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro