Neste primeiro programa da série, o cantor e compositor João Bosco mergulha no acervo do Instituto Moreira Salles, de onde pesca canções que lhe influenciaram ou lhe serviram como inspiração. João Bosco destacou canções gravadas em 78rpm de épocas distintas da música brasileira. De Ernesto Nazareth a Dorival Caymmi, de João Pernambuco a Ângela Maria, obras que marcaram a vida e a carreira desse mineiro de Ponte Nova, violonista exuberante e cancionista primoroso.

Bloco 1
Sons de carrilhões (João Pernambuco) – Dilermando Reis
Abismo de rosas (Canhoto) – Dilermando Reis
Odeon (Ernesto Nazareth) – Fon-Fon e Orquestra

Bloco 2
Duas contas (Garoto) – Trio Surdina
Nada além (Custódio Mesquita e Mário Lago) – Orlando Silva
Lábios de mel (Valdir Rocha) – Ângela Maria
Chove lá fora (Tito Madi) – Agostinho dos Santos

Bloco 3
Nono mandamento (Raul Sampaio e René Bittencourt) – Cauby Peixoto
Onde estou (Hervé Cordovil e Vicente Leporace) – Almir Ribeiro
O vento (Dorival Caymmi) – Dorival Caymmi
Pra que mentir (Noel Rosa e Vadico) – Sílvio Caldas

Bloco 4
Atiraste uma pedra (Herivelto Martins e David Nasser) – Nelson Gonçalves
Se você jurar (Francisco Alves, Ismael Silva e Nilton Bastos) – Francisco Alves e Mário Reis
Sebastiana (Rosil Cavalcanti) – Jackson do Pandeiro

Bloco 5
Rosa (Pixinguinha e Otávio de Souza) – Orlando Silva
Leva meu samba (Ataulfo Alves) – Ataulfo Alves

 

 

Apresentação: Francisco Bosco.
Produção: Carla Paes Leme.
Edição: Carla Paes Leme e Filipe Di Castro.
Sonoplastia e montagem: Filipe Di Castro.
Supervisão: Francisco Bosco.