O universo musical revelado em ensaios radiofônicos criados por autores convidados e ilustrados por canções. Esse é o TUBO DE ENSAIO; série da Rádio Batuta que propõe uma reflexão sonora sobre a música: seus elementos, fórmulas e efeitos.

No terceiro programa da série, o violonista e pesquisador Gabriel Improta se debruça sobre a singular e inclassificável figura de João Donato. Compositor de standards irresistíveis – definidos e assobiáveis – e dono de um suingue ímpar, Donato conciliou, como poucos, a liberdade do improviso com a alta capacidade comunicativa das grandes melodias. Levou desse modo a canção brasileira a lugares muito pouco comuns – lugares onde já não fazem sentido distinções entre instrumental e cantado, erudito e popular. Tudo é apenas e simplesmente música, como bem demonstra Gabriel nesse belo ensaio feito especialmente para a Rádio Batuta.

Sobre o autor

Gabriel Improta é pesquisador e violonista, tendo acompanhado alguns dos maiores nomes de nossa música. Lançou em 2011 o álbum “Entre”, o segundo CD solo de sua carreira.

 

Repertório

Chorou, chorou (Paulo César Pinheiro & João Donato) – em João Donato “Quem é quem” (1973)
Invenção a duas vozes em fá maior (Bach) – Walter Carlos “Switched-on bach” (1968)
Minha saudade (João Donato e João Gilberto) – Luis Bonfá e João Donato em “Luis Bonfá” compacto (1955)
Batuque (João Donato) – João Donato e Eumir Deodato em “Donato/Deodato” (1973)
Lugar comum (João Donato e Gilberto Gil) – João Donato em “Lugar comum” (1975)
Tom thumb (Wayne Shorter) – João Donato em “A blue donato” (1973)
Urubu malandro  (Louro e João de Barro) – Ademilde Fonseca com acompanhamento de Benedito Lacerda e conjunto
Índio perdido (João Donato) – João Donato em “A bossa muito moderna” (1963)
Villa Grazia (João Donato) – João Donato em “A bossa muito moderna” (1963)
A rã (João Donato e Caetano Veloso) – João Donato em “Quem é quem” (1973)
Outro retrato (Caetano Veloso) – Caetano Veloso em “Estrangeiro” (1989)
Valses nobles et sentimentales (Ravel) /Amazonas (João Donato e Lysias Ênio) – Lisa Ono em “Minha saudade” (1995)
The frog ((João Donato) – João Donato em “A bad Donato” (1970)
Minha saudade (João Donato e João Gilberto) – João Donato em “Muito à vontade” (1962)

 

Créditos

Apresentação: Gabriel Improta
Edição: Filipe Di Castro
Sonorização: Filipe Di Castro e Gabriel Improta
Supervisão: Paulo da Costa e Silva