Na campanha para voltar ao poder, em 1950, Getúlio Vargas prometeu a criação do Ministério da Economia. Antes de ele desistir, Geraldo Pereira fez um samba sobre o tema, no qual saudava a ideia do já eleito presidente. Otimista demais ou até sarcástica, a letra é prova da grande criatividade de Geraldo, que fez a primeira gravação da música, depois registrada por outros intérpretes, como Monarco. O Ministério da Economia só foi existir no governo Collor, confiscou as cadernetas de poupança e não deixou saudade.

Apresentação: Bia Paes Leme

Edição e sonorização: Filipe Di Castro