Nunca houve ninguém como Nelson Cavaquinho (1911-1986) na música brasileira. Sua voz roufenha, seu violão “errado”, a morbidez de suas canções (também muito românticas e religiosas) formaram uma figura única. O “dono das calçadas”, como ele se chamava em alusão à boema, é lembrado na série sobre os grandes compositores.

Músicas

A flor e o espinho (Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito/Alcides Caminha) – Elizeth Cardoso e Nelson Cavaquinho (violão)

Quando eu me chamar saudade (Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito) – Nelson Cavaquinho

Rugas (Nelson Cavaquinho/Augusto Garcez/Ari Monteiro) – Caetano Veloso

Juízo final (Nelson Cavaquinho/Elcio Soares) – Clara Nunes

Folhas secas (Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito) – Beth Carvalho

Minha festa (Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito) – Clara Nunes

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Petria Chaves, da CBN)

Roteiro: Luiz Fernando Vianna

Edição e sonorização: Filipe Di Castro