O cavaquinista Waldir Azevedo foi um campeão de vendas de discos com temas instrumentais como Brasileirinho e Delicado, superando em popularidade Jacob do Bandolim, nome fundamental do choro, mas com menos sucessos na bagagem. João Máximo conta que Pedacinhos do céu, uma das composições de Azevedo que estouraram e até são fartamente interpretadas, foi gravada num banheiro da Continental, para que o músico chegasse à sonoridade que pretendia.

 

Edição e sonorização: Filipe Di Castro