Artistas, poetas, jornalistas e pesquisadores da música brasileira mergulham no acervo do Instituto Moreira Salles, de onde pescam canções que, na opinião deles, merecem eterno destaque. O jornalista e pesquisador Rodrigo Faour fez uma lista em ordem cronológica, desde os tempos das gravações da Casa Edison até 1960.

Bloco 1
Rua Pau Ferro (autor desconhecido) – Bahiano
Valsa da despedida (Robert Burns – versão: João de Barro e Alberto Ribeiro) – Francisco Alves e Dalva de Oliveira

Bloco 2
História difícil (Pereira Costa/ Vitor Santos) – Ademilde Fonseca
Saia de bico (Motivo popular – adaptação de João de Barro) – Carmélia Alves e Trio Melodia
Oh! (Byron Gay/ Arnold Johnson – versão de Haroldo Barbosa) – Ivon Curi
Malageña (Ernesto Lecuona – versão de Julio Nagib) – Lana Bittencourt

Bloco 3
A voz do morro (Zé Kéti) – Jorge Goulart
Porque e para quê (Jayme Florence/ Fernando César) – Cauby Peixoto
Pedro das Flores (Luiz Antônio) – Miltinho e Helena de Lima
A lua é dos namorados (Klecius Caldas/ Armando Cavalcanti/ Brasinha) – Angela Maria

 

 

Apresentação: Francisco Bosco
Produção: Carla Paes Leme
Sonorização: Filipe Di Castro
Edição: Carla Paes Leme e Filipe Di Castro
Supervisão: Francisco Bosco