Aos 11 anos de vida, o grupo Samba Delas ganhou reconhecimento como projeto cultural e até político. Um conjunto só de mulheres negras (sete no momento) contribui para a quebra do machismo ainda forte no samba e realiza rodas com grande público, fortalecendo uma cena de que participam mais e mais coletivos.

A cantora e percussionista Cida Camargos, que é uma das fundadoras do grupo, e a pesquisadora e produtora Maitê Freitas contam a Lucas Nobile a trajetória do Samba Delas e os passos importantes que mulheres negras vêm dando no panorama musical de São Paulo. Recordam Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus, Leci Brandão e outras pioneiras.

O Samba Delas se apresenta no domingo 29 de setembro, a partir das 16h, no térreo do IMS Paulista, com entrada gratuita. É uma nova etapa do projeto “Rodas de samba e choro”, do IMS. Participarão as cantoras Pri Zeferino e Raquel Thobias.

Repertório

Clamor ao samba (Ana Elisa dos Santos)  – Samba Delas

 

Mais informações sobre o evento no site do IMS.

 

Apresentação: Lucas Nobile

Edição: Filipe Di Castro