Chico Buarque (em foto de Leo Aversa nesta página) completa 75 anos neste 19 de junho. A Batuta celebra com uma playlist de 75 composições dele, mas faz um alerta: não é uma busca por 75 melhores, pois seria uma tarefa impossível. Se fossem 150, quem sabe… A ideia foi fazer um percurso de Tem mais samba, que ele oficializou como o ponto de partida de sua obra, até As caravanas, do CD mais recente.

Ter uma canção por ano, descontados aqueles em que ele não compôs, foi um dos critérios. Conciliar grandes sucessos com algumas músicas menos badaladas foi outro. Mas a verdade é que, diante de matéria-prima tão rica, é inevitável incorrer em subjetividades. A culpa, no caso, é do coordenador da Batuta, Luiz Fernando Vianna, que gostaria de incluir mais 200. Fica como um suculento aperitivo.

Os anos que estão na lista abaixo são os apontados como sendo os de criação das músicas. Quase todas as gravações são as originais, mas há casos em que foram usados registros posteriores. Para quem preferir ouvir pelo Spotify, há uma playlist quase idêntica no canal da Batuta.

Repertório

Tem mais samba (Chico Buarque) (1964) – Chico Buarque

A Rita (Chico Buarque) (1965) – Chico Buarque

Olê olá (Chico Buarque) (1965) – Chico Buarque

Morena dos olhos d’água (Chico Buarque) (1966) – Chico Buarque

Quem te viu, quem te vê (Chico Buarque) (1967) – Chico Buarque

Roda viva (Chico Buarque) (1967) – Chico Buarque e MPB-4

Ela desatinou (Chico Buarque) (1968) – Chico Buarque

Retrato em branco e preto (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque) (1968) – Chico Buarque

Pois é (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque) (1968) – Chico Buarque

Essa moça tá diferente (Chico Buarque) (1969) – Chico Buarque

Samba e amor (Chico Buarque) (1969) – Chico Buarque

Apesar de você (Chico Buarque) (1970) – Chico Buarque

Desalento (Chico Buarque e Vinicius de Moraes) (1971) – Chico Buarque

Cotidiano (Chico Buarque) (1971) – Chico Buarque

Olha Maria (Antonio Carlos Jobim, Vinicius de Moraes e Chico Buarque) (1971) – Chico Buarque

Construção (Chico Buarque) (1971) – Chico Buarque

Mambembe (Chico Buarque) (1972) – Chico Buarque

Soneto (Chico Buarque) (1972) – Nara Leão

Partido alto (Chico Buarque) (1972) – MPB-4

Fado tropical (Chico Buarque e Ruy Guerra) (1972/73) – Chico Buarque e Tony Correia

Tatuagem (Chico Buarque e Ruy Guerra) (1972/73) – Chico Buarque

Tira as mãos de mim (Chico Buarque e Ruy Guerra) (1972/73) – Chico Buarque

Acorda, amor (Chico Buarque) (1974) – Chico Buarque

Basta um dia (Chico Buarque) (1975) – Chico Buarque

Gota d’água (Chico Buarque) (1975) – Chico Buarque

Vai trabalhar, vagabundo (Chico Buarque) (1975) – Chico Buarque

Corrente (Chico Buarque) (1976) – Chico Buarque

Mulheres de Atenas (Chico Buarque e Augusto Boal) (1976) – Chico Buarque

Meu caro amigo (Francis Hime e Chico Buarque) (1976) – Chico Buarque

Olhos nos olhos (Chico Buarque) (1976) – Chico Buarque

O que será (À flor da pele) (Chico Buarque) (1976) – Chico Buarque e Milton Nascimento

João e Maria (Sivuca e Chico Buarque) (1977) – Chico Buarque e Nara Leão

Pedaço de mim (Chico Buarque) (1977/78) – Chico e Zizi Possi

Homenagem ao malandro (Chico Buarque) (1977/78) – Chico Buarque

Trocando em miúdos (Francis Hime e Chico Buarque) (1978) – Chico Buarque

Bye bye Brasil (Roberto Menescal e Chico Buarque) (1979) – Chico Buarque

Não sonho mais (Chico Buarque) (1979) – Chico Buarque

A Rosa (Chico Buarque) (1979) – Chico Buarque e Djavan

Eu te amo (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque) (1980) – Chico Buarque, Telma Costa e Tom Jobim

Vida (Chico Buarque) (1980) – Chico Buarque

De todas as maneiras (Chico Buarque) (1980) – Chico Buarque

Deixe a menina (Chico Buarque) (1980) – Chico Buarque

As vitrines (Chico Buarque) (1981) – Chico Buarque

O meu guri (Chico Buarque) (1981) – Chico Buarque

Moto-contínuo (Edu Lobo e Chico Buarque) (1981) – Chico Buarque

Tanto amar (Chico Buarque) (1981) – Chico Buarque

Beatriz (Edu Lobo e Chico Buarque) (1982) – Milton Nascimento

A história de Lily Braun (Edu Lobo e Chico Buarque) (1982) – Gal Costa

Novo amor (Chico Buarque) (1982) – Clara Nunes

Imagina (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque) (1983) – Chico Buarque e Mônica Salmaso

Samba do grande amor (Chico Buarque) (1983) – Chico Buarque

Mil perdões (Chico Buarque) (1983) – Chico Buarque

Suburbano coração (Chico Buarque) (1984) – Chico Buarque

Choro bandido (Edu Lobo e Chico Buarque) (1985) – Chico Buarque

A volta do malandro (Chico Buarque) (1985) – Chico Buarque

Anos dourados (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque) (1986) – Tom Jobim e Chico Buarque

Estação derradeira (Chico Buarque) (1987) – Chico Buarque

Todo o sentimento (Cristovão Bastos e Chico Buarque) (1987) – Chico Buarque

Valsa brasileira (Edu Lobo e Chico Buarque) (1987/88) – Chico Buarque

Na ilha de Lia, no barco de Rosa (Edu Lobo e Chico Buarque) (1987/88) – Chico Buarque

O futebol (Chico Buarque) (1989) – Chico Buarque

Morro Dois Irmãos (Chico Buarque) (1989) – Chico Buarque

Futuros amantes (Chico Buarque) (1993) – Chico Buarque

Paratodos (Chico Buarque) (1993) – Chico Buarque

Piano na Mangueira (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque) (1993) – Chico Buarque e Tom Jobim

Você, você (Guinga e Chico Buarque) (1998) – Chico Buarque

Injuriado (Chico Buarque) (1998) – Chico Buarque

A moça do sonho (Edu Lobo e Chico Buarque) (2001) – Chico Buarque

Subúrbio (Chico Buarque) (2006) – Chico Buarque

Dura na queda (Chico Buarque) (2006) – Chico Buarque

Nina (Chico Buarque) (2011) – Chico Buarque

Sinhá (João Bosco e Chico Buarque) (2011) – Chico Buarque e João Bosco

Tua cantiga (Cristovão Bastos e Chico Buarque) (2017) – Chico Buarque

Massarandupió (Chico Brown e Chico Buarque) (2017) – Chico Buarque

As caravanas (Chico Buarque) (2017) – Chico Buarque

 

Roteiro: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro

 

Confira a série “Chico 70 anos”, em que dez convidados escolheram suas músicas preferidas.