Pelé foi homenageado de todas as formas ao longo de sua carreira, e a música popular brasileira também foi generosa em reconhecê-lo como o maior atleta de todos os tempos. Em 23 de outubro, quando ele completa 80 anos, a Rádio Batuta saúda o craque com uma playlist, organizada por Joaquim Ferreira dos Santos, em que seu nome é citado em meio a marchinha, chá-chá-chá, xaxado, samba de enredo… Alguns desses títulos foram descobertos em pesquisa no acervo da Discografia Brasileira, do Instituto Moreira Salles.

As homenagens musicais começaram em 1960, dois anos depois da explosão do jogador na Copa da Suécia, com assinaturas prestigiadas na época como as de Gordurinha e Wilson Batista. Atravessam os tempos, com Pelé sendo citado mais adiante por Gonzaguinha, Gilberto Gil, Jorge Ben Jor, Chico Buarque e Caetano Veloso no seu “e Pelé disse ‘love, love, love’”.

Na sua vez, Tom Jobim não usou palavras. Numa peça apenas instrumental, celebrou o craque da bola e o dos arranjos, chamando-a de Pelé e Radamés, o Gnattali, seu professor no início dos anos 1950. Toda a música brasileira falou de Pelé com alegria e reconhecimento, e a playlist da Batuta mostra isso em 20 faixas. O grupo RZO atualizou o jogador num rap que chamou de Hino do Rei. E tudo termina com uma escola de samba virtual.

Repertório

Rei Pelé (Wilson Batista, Luiz Wanderley e Jorge de Castro) – Luiz Wanderley

Pelé (Gordurinha) – Paulo Tito

Marchinha do Pelé (Alvarenga e Ranchinho) – Alvarenga e Ranchinho

Marcha do Pelé (Paulo Borges e Madalena Correia) – Carlos Augusto

Samba, futebol e café (Saci Pelelé) (Maugéri Neto e Victor Dagô) – Orquestra e coro RGE

Homenagem a Pelé (Jorge Duarte) – Denis, o Coro do Clube do Guri e bandinha de Guerra Peixe

O rei Pelé (José Toledo, J. Audi e Jean Manzon) – Antônio Borba, Georges Henry e sua orquestra

Rei Pelé (Jackson do Pandeiro e Sebastião Batista da Silva) – Jackson do Pandeiro

Camisa dez (Hélio Matheus e Luiz Wagner) – Luiz Américo

Meio de campo (Gilberto Gil) – Elis Regina

Sangue, suingue e cintura (Moraes Moreira) – Moraes Moreira

Love, love, love (Caetano Veloso) – Caetano Veloso

O nome do rei é Pelé (Jorge Ben Jor) – Jorge Ben Jor

E por falar no rei Pelé?! (Gonzaguinha) – Gonzaguinha

Pelé (Paulo Tatit e Zé Tatit) – Palavra Cantada

O futebol (Chico Buarque) – Chico Buarque

Rei Pelé, Rei Luiz (Durval Vieira e Reginaldo Santos) – Jair Rodrigues

Radamés e Pelé (Tom Jobim) – Tom Jobim

Hino do rei (Pelé) (RZO) – RZO

Pelé, a história do rei do futebol (Rubinho do Cavaco) – G.R.E.S.V. Comigo Ninguém Pode

 

Seleção: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro