Haroldo Barbosa

Gal Costa

Gal Costa canta ‘Força estranha’; e Vassourinha, Isaurinha, Dominguinhos…

A interpretação de Gal Costa para a música que Caetano Veloso fez pensando em Roberto Carlos é um dos destaques da playlist de Zuza Homem de Mello. Morto com apenas 19 anos, o cantor Vassourinha também está no repertório, que tem Tom & Vinicius, Dominguinhos & Yamandu e outros.

08.09.2017

Yaniel Matos

Berimbau não é gaita e violoncelo não é contrabaixo

Frequentemente confundido com o contrabaixo, o violoncelo é pouco associado ao jazz. Mas Reinaldo Figueiredo apresenta exemplos de bom uso do instrumento, como nos casos do cubano Yaniel Matos (foto), radicado no Brasil, e de Ron Carter, muito mais conhecido como contrabaixista.

17.06.2017

Tom Jobim, Nora Ney, Nei Lopes, Ricardo Silveira, Gaúcho da Fronteira...

Tom Jobim, Nora Ney, Nei Lopes, Ricardo Silveira, Gaúcho da Fronteira…

A playlist semanal de Zuza Homem de Mello tem artistas hoje pouco lembradas e artistas jovens que já começam a chamar atenção, como Grupo Fato e Mihay. O program tem samba, jazz, bolero e Tom Jobim como autor de um tema instrumental e como intérprete de uma valsa de Vinicius de Moraes.

16.06.2017

Jackson do Pandeiro

Belchior, Jackson do Pandeiro, Elizeth Cardoso, Chico, Caetano…

O programa passeia pelo Nordeste de Jackson do Pandeiro (foto), Juraíldes da Cruz e do Caetano Veloso de O ciúme. Zuza Homem de Mello também reverencia Belchior e toca uma versão ao vivo de Apenas um rapaz latino-americano.

05.05.2017

Capítulo 3 - Os anos dourados de Haroldo

Capítulo 3 – Os anos dourados de Haroldo

Entre os anos 1950 e 1970, Haroldo Barbosa, cujo centenário se completa neste 21 de março, chegou ao auge como humorista (redigindo programas na TV Globo) e compositor, criando com o parceiro Luiz Reis sucessos como “Nossos momentos”, “Palhaçada” e “Notícia de jornal”. É o que conta João Máximo no encerramento da série.

21.03.2015

Capítulo 2 - Entre bares e sambas

Capítulo 2 – Entre bares e sambas

No segundo programa do documentário que marca o centenário de Haroldo Barbosa, João Máximo comenta a boemia do compositor, que dividia a mesa com artistas como Ary Barroso (que raspou o bigode por perder uma aposta com o amigo). E fala de seus grandes sambas sincopados, como “Pra que discutir com madame?”, eternizado por João Gilberto.

20.03.2015

Haroldo Barbosa tim tim por tim tim

Haroldo Barbosa tim tim por tim tim

Feito no centenário de Haroldo Barbosa, este documentário de João Máximo mostra com gravações e entrevistas as várias facetas do compositor, radialista, humorista e boêmio. São suas as letras, por exemplo, de “Pra que discutir com madame?”, “Tim tim por tim tim” e “Nossos momentos”.

18.03.2015

Capítulo 1 - Um homem em muitas versões

Capítulo 1 – Um homem em muitas versões

Autor de “Pra que discutir com madame?”, “Adeus, América” e outros sucessos, Haroldo Barbosa foi muitos: radialista, jornalista, humorista, boêmio e, sobretudo, grande letrista. Para marcar seu centenário, que se completa em 21 de março, a Batuta inicia série de três programas com roteiro e apresentação de João Máximo.

18.03.2015