Ismael Silva

Capítulo 1 - Do maxixe aos bambas do Estácio

Capítulo 1 – Do maxixe aos bambas do Estácio

O samba urbano nasceu com jovens pobres do bairro do Estácio de Sá, no Rio de Janeiro. Suas criações foram descobertas e, em boa parte, compradas pelos cantores Francisco Alves e Mario Reis, protagonistas do primeiro episódio da série conduzida por João Máximo.

04.02.2021

Capítulo 2 - Ary, Noel e a vez da cidade

Capítulo 2 – Ary, Noel e a vez da cidade

Dois compositores brancos de classe média abraçaram o samba e ampliaram o seu alcance. João Máximo destaca Ary Barroso e Noel Rosa no segundo episódio sobre os dez anos que mudaram a música brasileira.

04.02.2021

Francisco Alves

Episódio 2 – Francisco Alves no meio da história do samba

Francisco Alves gravou em 1928 um disco que sintetiza a virada histórica do samba. De um lado, uma composição de Sinhô, ainda com traços de maxixe. Do outro, um samba de Ismael Silva no estilo que consagrou o gênero. João Máximo explica esse momento e a importância do “rei da voz”.

03.02.2020

Jairo Severiano

Um programa para Jairo Severiano

Pesquisador dos mais importantes e generosos da música brasileira, Jairo Severiano completa 93 anos em 20 de janeiro. Zuza Homem de Mello pediu ao amigo uma lista de dez canções que estão entre as suas favoritas. A seleção começa com Carinhoso.

17.01.2020

Geraldo Azevedo

Geraldo Azevedo, Alcione, música instrumental…

A seleção variada feita por Zuza Homem de Mello inclui nomes de peso em vários campos: compositores como Ismael Silva, Jacob do Bandolim, Tom Jobim e Nelson Cavaquinho; cantores como Alcione e Geraldo Azevedo, e instrumentistas como Luiz Carlos Vinhas, Luiz Avellar e Swami Jr.

09.08.2019

Rio utópico

Rio utópico

A exposição #RioUtópico, em cartaz no IMS Rio, faz um mapeamento fotográfico de localidades do Rio de Janeiro cujos nomes sugerem situações utópicas. A Batuta selecionou músicas que também exploram palavras que batizam áreas da cidade, como Morro dos Prazeres e Cidade de Deus.

09.01.2018

Noel e o amor

Noel e o amor

Ele foi machista em várias letras, mas chegou a escrever na voz feminina e sofreu bastante por amores terminados, como prova Último desejo, que compôs pouco antes de morrer.

28.05.2017

Noel e os malandros

Noel e os malandros

A relação do compositor com a malandragem era controvertida. Ele admirava os personagens, mas também fazia sambas críticos a eles. No repertório, Rapaz folgado, O século do progresso e Mulato bamba.

07.05.2017