Ouve essa

É doce morrer no mar

É doce morrer no mar

Parceria com o amigo Jorge Amado, É doce morrer no mar está no primeiro disco em 78 rotações por minuto que Dorival Caymmi gravou acompanhado apenas do próprio violão, em 1941. Letra sombria e sonoridade enxuta mostram o melhor do artista baiano.

26.10.2020

Copacabana

Copacabana

Dick Farney, que até então só cantava em inglês, foi convencido a gravar Copacabana em 1946 e transformou a composição de Alberto Ribeiro e Braguinha num marco do samba-canção. A voz parecia dizer a letra no ouvido da pessoa amada.

19.10.2020

Chega de saudade

Chega de saudade

Depois de anos sem gravar, João Gilberto reapareceu em 1958 com outro canto, outro violão, outro capítulo na história da música brasileira. Era a sua versão de Chega de saudade, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes.

12.10.2020

Meu primeiro amor

Meu primeiro amor

Francisco Alves foi pioneiro na interpretação de músicas de compositores do Estácio, bairro carioca onde nasceu o samba moderno. O cantor comprava sambas e às vezes entrava na parceria, mas esta aqui está assinada apenas por Bide e Marçal.

05.10.2020

Uva de caminhão

Uva de caminhão

O programa Ouve Essa está de volta com Joaquim Ferreira dos Santos apresentando um grande sucesso de Carmen Miranda. O malicioso samba de Assis Valente chegou a ser proibido de tocar nas rádios.

28.09.2020