Pedro Paulo Malta

Música em 78 rotações

Música em 78 rotações

A série em dez episódios, com roteiro e apresentação de Pedro Paulo Malta e participação de convidados, conta histórias de gravações marcantes, lançadas nas bolachinhas que foram o suporte da música brasileira em boa parte do século 20.

03.02.2020

Chiquinha Gonzaga

Episódio 1 – O tesouro de Chiquinha Gonzaga

O único disco gravado por Chiquinha Gonzaga estava perto de ir para o lixo quando o colecionador Gilberto Inácio Gonçalves o salvou num sebo. Ele conta a história neste episódio. A voz que anuncia as duas faixas de piano solo é, muito provavelmente, de Chiquinha, num registro também único.

03.02.2020

Francisco Alves

Episódio 2 – Francisco Alves no meio da história do samba

Francisco Alves gravou em 1928 um disco que sintetiza a virada histórica do samba. De um lado, uma composição de Sinhô, ainda com traços de maxixe. Do outro, um samba de Ismael Silva no estilo que consagrou o gênero. João Máximo explica esse momento e a importância do “rei da voz”.

03.02.2020

Lamartine Babo

Episódio 3 – A linda morena de Lamartine

Lamartine Babo dizia que “Linda morena” era a sua composição favorita. A gravação feita para o carnaval de 1933 tem interpretação de Mario Reis e Lamartine, além de um arranjo de Pixinguinha cuja genialidade é explicada pelo violonista Luis Filipe de Lima, convidado do episódio.

03.02.2020

Bando da Lua e Carmen Miranda

Episódio 4 – O Bando da Lua e outras vozes

O Bando da Lua, que acompanhou Carmem Miranda em Hollywood, foi um dos construtores da tradição dos conjuntos vocais brasileiros. Cynara e Cyva, do Quarteto em Cy, falam da tradição e do grupo (liderado por Aloysio de Oliveira) a partir de um disco lançado em 1936.

03.02.2020

Orlando Silva e Pixinguinha

Episódio 5 – Um disco, dois Pixinguinhas: ‘Carinhoso’ e ‘Rosa’

Em 28 de maio de 1937, Orlando Silva gravou duas músicas de Pixinguinha. De um lado, “Carinhoso”, com letra de Braguinha; do outro, “Rosa”, de um letrista misterioso. O pesquisador José Silas Xavier ajuda a contar a história e a pré-história dessas canções clássicas.

03.02.2020

Aracy de Almeida

Episódio 6 – Aracy de Almeida canta o miserê e a orgia

Ciro de Souza é daqueles compositores que foi sendo esquecido com o tempo. Em 1937, quando já era uma das melhores cantoras brasileiras, Aracy de Almeida gravou dois sambas deliciosos de Ciro: “Tenha pena de mim” e “Marido da orgia”. Cristina Buarque e Rodrigo Alzuguir comentam.

03.02.2020

Dorival Caymmi

Episódio 7 – O mar e o violão de Dorival Caymmi

“O mar”, lançada em 1940, é a mais célebre das canções praieiras de Dorival Caymmi. Neste episódio, seu filho Dori conta que, na infância, ela o fascinava e o assustava. Ele recorda quando quase se afogou e seu pai não foi salvá-lo, como se preferisse rogar a Iemanjá.

03.02.2020