Racismo

Elza Soares

Elza, dura na queda

Elza Soares está no auge, com mais de 80 anos. Após os dois últimos CDs, nunca representou tanta gente, sobretudo mulheres negras. O programa repassa a vida difícil da cantora, que, como dizem músicas de seu repertório, sempre foi Dura na queda e deu a Volta por cima.

12.08.2018

Elza Soares

Louras, morenas e mulatas

Feitas para divertir, as canções sobre louras, morenas ou mulatas têm trechos que podem ser avaliados hoje como machistas ou racistas. O programa apresenta exemplos, dois deles na voz de Elza Soares.

15.04.2018

Imagens contra o racismo e a exclusão

Imagens contra o racismo e a exclusão

A exposição Todo poder ao povo, com trabalhos do artista que construiu a iconografia do movimento Panteras Negras nos EUA, é importante para o Brasil de hoje, diz Guilherme Wisnik. Na coluna “Espaço em obra” (Rádio USP), ele também comenta o filme Eu não sou seu negro.

01.06.2017

Foto de Audálio Dantas

Carolina de Jesus: uma voz soberana

Elena Pajaro Peres, da USP, deu uma conferência no IMS-SP sobre a autora de Quarto de despejo, livro sobre a vida na favela do Canindé, em São Paulo. A Batuta apresenta trechos da palestra, como o destaque dado à frase “Meu nome é Carolina Maria de Jesus. Eu sou preta”.

01.05.2017

No tempo de Blecaute, Cinco Crioulos e Bola Sete

No tempo de Blecaute, Cinco Crioulos e Bola Sete

Músicos já adotaram nomes hoje consideradas racistas, como Blecaute (foto), Gasolina, Bola Sete e Cinco Crioulos. Joaquim Ferreira dos Santos especula em sua crônica o que pode acontecer com esses artistas em tempos de revisão histórica.

10.02.2017

Sambas da cor do pecado

Sambas da cor do pecado

Se lançados hoje, sambas como “Nega do cabelo duro”, “Da cor do pecado” e “Mulata assanhada” poderiam ser considerados racistas. Refletir sobre eles não impede que sejam ouvidos com grande prazer.

17.07.2016

Beleza pura - Black is beautiful

Beleza pura – Black is beautiful

Para celebrar o 13 de maio, dia da abolição da escravidão, a Batuta selecionou dez músicas que exaltam o poder, a beleza e a história dos negros brasileiros e de todo o mundo (como mostram as canções dedicadas a Martin Luther King e Muhammad Ali).

13.05.2015

Billie Holiday dói

Billie Holiday dói

Existem cantoras e existe Billie Holiday. Durante seus 44 anos de vida, essa força da natureza, cujo centenário se completa neste 7 de abril, destruiu corações e a si mesma. Selecionamos nove músicas de amor (ou desamor) que atestam seu poder de destruição e sedução.

07.04.2015