Racismo

Capa de livro da editora Todavia

Clube de Leitura – Bom crioulo

Romance de Adolfo Caminha, de 1895, foi o primeiro de narrativa gay a fazer sucesso no Brasil e pode ter sido o primeiro com protagonista negro. O professor Gilberto Araújo mostra, no Clube de Leitura do IMS, como em Bom crioulo há racismo e uma visão moralista da homossexualidade.

18.11.2019

Samba Delas

Samba Delas

Uma das fundadoras do conjunto Samba Delas, Cida Camargos, e a pesquisadora Maitê Freitas contam como mulheres negras vêm enfrentando o machismo e o racismo para se firmar na música de São Paulo. O grupo faz uma roda de samba no dia 29 de setembro, às 16h.

24.09.2019

Grada Kilombo e Stephanie Borges

Grada Kilomba e Stephanie Borges

Autora de Memórias da plantação, a portuguesa Grada Kilombo falou à poeta Stephanie Borges de seu espanto com marcas do Brasil como a porta da frente e a porta dos fundos. “São serviços de humilhação: limpar o lixo, servir o café. É anterior ao colonialismo. É escravatura.”

29.07.2019

Elza Soares

Elza, dura na queda

Elza Soares está no auge, com mais de 80 anos. Após os dois últimos CDs, nunca representou tanta gente, sobretudo mulheres negras. O programa repassa a vida difícil da cantora, que, como dizem músicas de seu repertório, sempre foi Dura na queda e deu a Volta por cima.

12.08.2018

Elza Soares

Louras, morenas e mulatas

Feitas para divertir, as canções sobre louras, morenas ou mulatas têm trechos que podem ser avaliados hoje como machistas ou racistas. O programa apresenta exemplos, dois deles na voz de Elza Soares.

15.04.2018

Imagens contra o racismo e a exclusão

Imagens contra o racismo e a exclusão

A exposição Todo poder ao povo, com trabalhos do artista que construiu a iconografia do movimento Panteras Negras nos EUA, é importante para o Brasil de hoje, diz Guilherme Wisnik. Na coluna “Espaço em obra” (Rádio USP), ele também comenta o filme Eu não sou seu negro.

01.06.2017

Foto de Audálio Dantas

Carolina de Jesus: uma voz soberana

Elena Pajaro Peres, da USP, deu uma conferência no IMS-SP sobre a autora de Quarto de despejo, livro sobre a vida na favela do Canindé, em São Paulo. A Batuta apresenta trechos da palestra, como o destaque dado à frase “Meu nome é Carolina Maria de Jesus. Eu sou preta”.

01.05.2017

No tempo de Blecaute, Cinco Crioulos e Bola Sete

No tempo de Blecaute, Cinco Crioulos e Bola Sete

Músicos já adotaram nomes hoje consideradas racistas, como Blecaute (foto), Gasolina, Bola Sete e Cinco Crioulos. Joaquim Ferreira dos Santos especula em sua crônica o que pode acontecer com esses artistas em tempos de revisão histórica.

10.02.2017