Sílvio Caldas

Fabiana Cozza, Sílvio Caldas, Dóris Monteiro...

Fabiana Cozza, Sílvio Caldas, Dóris Monteiro…

A voz de João Gilberto abre o programa, interpretando Wave, como aperitivo de homenagem que Zuza Homem de Mello ainda fará. Fabiana Cozza (foto) cantando Dona Ivone Lara, Sílvio Caldas cantando Custódio Mesquita e Dóris Monteiro cantando Marcos Valle são outros destaques.

12.07.2019

Sílvio Caldas

Mulher

A gravação de Mulher, feita em 1940, registra o encontro de um cantor (Sílvio Caldas) e um compositor (Custódio Mesquita) nos melhores momentos de suas carreiras. Custódio também foi o arranjador e o pianista do fox-canção que criou com o letrista Sadi Cabral.

06.03.2018

Noel e o amor

Noel e o amor

Ele foi machista em várias letras, mas chegou a escrever na voz feminina e sofreu bastante por amores terminados, como prova Último desejo, que compôs pouco antes de morrer.

28.05.2017

Sílvio Caldas

Sílvio Caldas

Artista de longa carreira, Sílvio Caldas (1908-1998) fez sucesso como cantor e compositor, em valsas e sambas. Esta lista espelha a diversidade de sua trajetória e reúne registros de diferentes décadas, incluindo históricos como os de “Lenço no pescoço”, “Pastorinhas” e “Chão de estrelas”.

14.03.2017

Os sambas-canção

Os sambas-canção

Os sambas de andamento lento já foram considerados sinônimo de música de fossa, mas vão muito além disso. A beleza das composições de Ary Barroso, Lupicínio Rodrigues, Dolores Duran, Dorival Caymmi, Antônio Maria e tantos outros vem sendo reconhecida e exaltada recentemente.

09.10.2016

Malandro é malandro, sambista é sambista

Malandro é malandro, sambista é sambista

Boêmios e andando no limite da marginalidade, os malandros protagonizaram as letras de samba na virada dos anos 1920 para os 1930. Estiveram no centro da polêmica Noel Rosa x Wilson Baptista. E, como prova Bezerra da Silva, nunca saíram de cartaz.

06.06.2016

As outras vozes de Zé Renato

As outras vozes de Zé Renato

Zé Renato, que está lançando caixa de quatro CDs, conversou com Joaquim Ferreira dos Santos, no estúdio da Batuta, sobre vozes masculinas que o marcaram, como as de Sílvio Caldas, Orlando Silva e Roberto Silva. Gravações deles e de Zé Renato estão no programa.

05.05.2016

Pra que mentir?

Pra que mentir?

Em sua coluna no jornal “O Globo”, Caetano Veloso escreveu sobre “Pra que mentir?”, uma das mais belas composições de Noel Rosa, em parceria com Vadico. A Batuta reuniu as gravações de Paulinho da Viola, Aracy de Almeida, Sílvio Caldas, João Bosco, Cassiano e do próprio Caetano.

02.10.2012