Tom Jobim

Antonio Adolfo

Marchinhas ao piano, frevos, uma valsa de Tom Jobim…

As marchinhas de carnaval ainda se destacam no programa de Zuza Homem de Mello, mas agora tocadas apenas pelo piano de Antonio Adolfo (foto). Dois frevos mantêm o clima. “Chovendo na roseira” com Tom Jobim e Edu Lobo abre a playlist.

08.03.2019

Fernanda Cunha

Fernanda Cunha

Depois de um CD com canções de Tom Jobim, Fernanda Cunha interpreta agora composições de um grande autor pouco conhecido do público: Filó Machado. Na entrevista, ela comenta os trabalhos, fala de sua família musical (é sobrinha de Sueli Costa) e canta duas músicas no estúdio.

07.03.2019

Cássia Eller

Gal, Cássia, Jovelina, Giana Viscardi, Stacey Kent…

Cantoras, como Cássia Eller (foto) e Gal Costa, estão em destaque na seleção de Zuza Homem de Mello. Ele também recorda a voz gravíssima de Noriel Vilela. E a ala da música instrumental tem Tom Jobim e Amaro Freitas.

22.02.2019

Vinicius de Moraes, Dorival Caymmi e Tom Jobim

Tom canta Vinicius, João Gilberto canta Caymmi…

Doralice, de Dorival Caymmi, na interpretação de João Gilberto abre o programa de Zuza Homem de Mello. O encerramento é com Tom Jobim recitando e cantando versos de seu parceiro Vinicius de Moraes. Entre outros destaques há Dalva de Oliveira e Gal Costa.

18.01.2019

Vinicius de Moraes

Capítulo 1 – Vinicius

Foi em função da poesia de Vinicius de Moraes que nasceu o projeto de Canção do amor demais. Em áudio reproduzido no episódio, ele explica por que Elizeth Cardoso o emocionava tanto. E João Máximo mostra o percurso musical do letrista antes da bossa nova.

03.04.2018

Antonio Carlos Jobim

Capítulo 2 – Jobim

Antes de ser convidado por Vinicius para compor com ele a trilha da peça Orfeu da Conceição, Tom Jobim tinha vários sambas-canção gravados. João Máximo recorda toda a fase pré-Canção do amor demais do compositor (1952 a 58), inclusive suas parcerias com Dolores Duran.

03.04.2018

Elizeth Cardoso

Capítulo 3 – Elizeth

De origem pobre e com vibratos na voz, Elizeth Cardoso não combinava com o que seria a bossa nova. Mas ela participou dessa história porque Tom e Vinicius eram seus fãs e a queria em Canção do amor demais. Entrou no lugar de Dolores Duran, que pediu um cachê mais alto.

03.04.2018

João Gilberto. Foto de Francisco Pereira

Capítulo 4 – João

Embora o nome de João Gilberto não conste dos créditos de Canção do amor demais, é o seu violão em Chega de saudade e Outra vez que faz do disco um prólogo da bossa nova. João Máximo recorda a trajetória acidentada do artista até virar “o mais influente músico brasileiro da segunda metade do século XX”.

03.04.2018