Se fosse necessário resumir a música brasileira em apenas uma palavra, seria “Pixinguinha”, disse o pesquisador Ary Vasconcelos. O compositor, instrumentista, arranjador e maestro Alfredo Rocha Vianna Filho (1897-1973), cujo acervo pessoal se encontra no IMS, brilhou em todas as suas funções. Na seleção de 30 fonogramas feitas por Bia Paes Leme, Paulo Aragão e Marcílio Lopes, estão o flautista, o saxofonista, o raro cantor e, principalmente, o autor de obras gravados por artistas de vários estilos e gerações.