Uma raridade de um dos maiores nomes da história do choro foi encontrada recentemente pelo bandolinista paulista Fernando Dalcin: uma música inédita de Jacob do Bandolim, intitulada Domingueira. A partitura estava no acervo da Casa do Choro, em cópia manuscrita de Candinho, apelido de Cândido Pereira da Silva, chorão da velha-guarda e trombonista, amigo de Jacob. Segundo Déo Rian, presidente do Instituto Jacob do Bandolim, é possível que o título da música seja uma referência aos encontros realizados todos os domingos pelos músicos de choro da velha guarda na residência do “Seu Amorim”, violonista e chorão, na década de 1950. Jacob era assíduo frequentador. Para Pedro Aragão, músico e pesquisador de choro, parece não haver dúvida sobre a autenticidade da partitura: “Candinho era não apenas um grande músico e compositor de choro, mas uma das fontes mais confiáveis que temos sobre a história do choro na primeira metade do século XX. Ele deixou centenas de partituras escritas, retratando com grande fidelidade a obra de compositores como Anacleto de Medeiros, Pixinguinha, dentre muitos outros. Além disso era amigo próximo de Jacob, razão pela qual não temos razão para duvidar da autenticidade da partitura”.

Intérprete: Fernando Dalcin Quinteto

Edição: Filipe Di Castro

A Batuta agradece a Pedro Aragão.