Stefano Bollani, 45 anos, é reconhecido como um dos melhores e mais versáteis pianistas italianos. Entre os repertórios que interpreta com frequência e originalidade está a música popular brasileira: de Ernesto Nazareth a Tom Jobim, de Pixinguinha a Chico Buarque. Gravou em 2007 o CD Carioca e em 2012, ao lado do bandolinista Hamilton de Holanda na Bélgica, O que será. Em dezembro, esteve no Rio de Janeiro para gravar mais um e fazer apresentações. A Batuta conversou com ele antes de um show no Blue Note. Em bom português, Bollani conta como se apaixonou pela música brasileira, exalta Nazareth e Pixinguinha e destaca a sofisticação de autores populares como Nelson Cavaquinho e Cartola.

Repertório

Olha Maria (Antonio Carlos Jobim, Vinicius de Moraes e Chico Buarque) – Toninho Horta, Nicola Stilo, Stefano Bollani

Come prima (Vincenzo Di Paola, Sandro Taccani e Mario Panzeri) – Caetano Veloso e Stefano Bollani

Apanhei-te cavaquinho (Ernesto Nazareth) – Stefano Bollani e Hamilton de Holanda

Rosa (Pixinguinha e Otávio de Souza) – Stefano Bollani e Hamilton de Holanda

Folhas secas (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito) – Mônica Salmaso e Stefano Bollani

Vai trabalhar, vagabundo (Chico Buarque) – Chico Buarque, Hamilton de Holanda e Stefano Bollani

Este seu olhar (Antonio Carlos Jobim) – Chick Corea e Stefano Bollani
Tico-tico no fubá (Zequinha de Abreu) – Stefano Bollani e conjunto
Roteiro e apresentação: Luiz Fernando Vianna
Edição: Filipe Di Castro