Claudette Soares nunca se prendeu a gêneros. Começou a carreira, em 1954, como “princesinha do baião”, esteve nos primórdios da bossa nova, no final dos anos 1950, e interpretou sambas balançados e canções românticas. Foi acompanhada de músicos de primeira linha, como Baden Powell, Sivuca, Luiz Eça, e Cesar Camargo Mariano.

Essa trajetória camaleônica é detalhada na entrevista da cantora a Lucas Nobile. Em plena atividade, ela lança com a amiga Alaíde Costa o CD 60 anos de bossa nova. E prepara a regravação, 60 anos depois, do disco em que cantou composições dos então jovens Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque.

Repertório

Minha saudade (João Donato e João Gilberto) – Claudette Soares e Alaíde Costa

Você não sabe (Jane e Castro Perret) – Claudette Soares

Garota de Ipanema (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes) – Claudette Soares

Mancada (Gilberto Gil) – Claudette Soares

Vem balançar (Walter Santos e Teresa Souza) – Claudette Soares

De tanto amor (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Claudette Soares

Eu só queria ser (Vera Brasil e Miriam Ribeiro) – Claudette Soares

Crediário do amor (Théo de Barros) – Claudette Soares

 

Apresentação: Lucas Nobile

Edição: Filipe Di Castro