Tropicália ou Panis et circencis, o disco que sacudiu a cultura brasileira no segundo semestre de 1968, continua sendo, 50 anos depois, um prazeroso desafio para quem quer apreciá-lo e decifrá-lo.

Nesta série de 13 episódios, o poeta Eucanaã Ferraz, consultor de literatura do Instituto Moreira Salles, conversa com dois dedicados apreciadores e estudiosos do álbum: Fred Coelho, professor de literatura da PUC-RJ e um dos curadores da exposição Tropicália – Um disco em movimento (CCBB-RJ, 2017), e Pedro Duarte, professor de filosofia da PUC-RJ e autor do livro Tropicália ou Panis et circencis (Cobogó, 2018).

O projeto que reuniu Caetano Veloso, Gilberto Gil e outros artistas (Torquato Neto, Gal Costa, Rogério Duprat, Tom Zé, Capinam, Os Mutantes e Nara Leão) é esmiuçado por Coelho e Duarte sem que em nenhum momento se perca a clareza e a leveza. O programa nasce como referência para os futuros trabalhos sobre o assunto.

O capítulo “O disco” traça um painel geral sobre o álbum e o contexto em que ele surgiu. Em seguida, as 12 faixas são dissecadas, com informações e análises reveladoras.

A série é mais bem usufruída se os capítulos forem ouvidos na ordem, mas eles funcionam de forma independente.

O título “Já não somos como na chegada” é um verso da canção Miserere nobis.

 

Apresentação: Eucanaã Ferraz

Edição: Filipe Di Castro