Programas

  • Programas

    Programas variados que fazem parte da grade atual da Batuta estão reunidos aqui.

  • A volta ao jazz em 80 mundos

    Reinaldo Figueiredo apresenta o programa, que estreou em 2013. Ele começou a gostar de jazz entrando pela porta da bossa nova. Depois de ver ao vivo Leny Andrade com o Bossa Três, saiu comprando discos de trio piano/baixo/bateria. Nos anos 1970, enquanto era cartunista no jornal O Pasquim, também tocava pandeiro num obscuro conjunto de choro que nem nome tinha, mas era apelidado de Época de Merda. Em 1984, com Hubert e Claudio Paiva, criou o tablóide de humor O Planeta Diário. Nos anos 1980 e 1990, integrante do Casseta & Planeta, participou como baixista dos shows musicais do grupo. Desde 1998 toca contrabaixo na CEJ (Companhia Estadual de Jazz), grupo dedicado ao samba-jazz. O título do programa faz ao alusão ao livro A volta ao dia em 80 mundos, do escritor argentino e jazzófilo Julio Cortázar. O prefixo do programa é Hot bean strut, do pianista panamenho Danilo Perez

    VER TODOS

    Pra lá de La La Land

    Pra lá de La La Land

    "La La Land" reforça os piores clichês sobre o jazz, afirma Reinaldo Figueiredo. A busca do pianista do filme por um "jazz puro" é uma grande bobagem, pois mutações e misturas são a razão de ser do gênero. O programa dá exemplos de que o jazz continua em transformação.

    18.03.2017
    No carnaval de Nova Orleans tudo acaba em jazz

    No carnaval de Nova Orleans tudo acaba em jazz

    O Mardi Gras, como é chamado o carnaval em Nova Orleans, tem forte tradição musical, alimentando bandas de rua como a Rebirth Brass Band (foto) e influenciando jazzistas. Neste programa de Reinaldo Figueiredo estão Wynton Marsalis, Dee Dee Bridgewater, Harry Connick Jr. e outros.

    11.02.2017
    Big bands do resto do mundo

    Big bands do resto do mundo

    Reinaldo Figueiredo, que apresentou big bands brasileiras no último programa de 2016, agora seleciona big bands contemporâneas internacionais, como a Mingus Big Band e a Jazz at the Lincoln Center Orchestra, com Wynton Marsalis à frente (foto).

    21.01.2017

    Casa do Choro

    Em edições mensais, o programa apresenta um panorama da intensa produção contemporânea do choro. A renovação do gênero vem ocorrendo graças a compositores e intérpretes que conhecem bem a tradição de Pixinguinha e outros grandes músicos. Apresentado pelo cantor e pesquisador Pedro Paulo Malta e com roteiro de Malta e do violonista e arranjador Paulo Aragão, cada novo episódio entra no site da Batuta às segundas segundas-feiras do mês, às 22h. No mesmo horário vai ao ar na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz). O tema do prefixo é Candango, de Pedro Paes, com a Furiosa Portátil.

    VER TODOS

    Choros de hoje

    Choros de hoje

    Em sua estreia, o Casa do Choro apresenta um primeiro panorama da intensa produção contemporânea do gênero. Rafael Mallmith, Luis Barcelos (juntos na foto), Elias Barboza e o Trio Julio estão entre os destaques.

    13.03.2017

    Crônicas do Joaquim

    Joaquim Ferreira dos Santos entrou no mundo das crônicas pela leitura dos textos de Rubem Braga, Fernando Sabino e Paulo Mendes Campos na revista Manchete dos anos 1960. As primeiras músicas, ouviu pela Rádio Nacional dos anos 1950. Jornalista desde 1969, trabalhou nos principais jornais e revistas brasileiros. No programa, ele mistura as duas influências e costura o texto, curto e leve, com vinhetas musicais. Publicou três livros de crônicas (O que as mulheres procuram na bolsa, Em busca do borogodó perdido e Minhas amigas) e quatro de não-ficção (Um homem chamado Maria, Feliz 1958 - O ano que não devia acabar, Leila Diniz - Uma revolução na praia e Enquanto houver champanhe, há esperança - Uma biografia de Zózimo Barrozo do Amaral). Também organizou o livro As cem melhores crônicas brasileiras.

    VER TODOS

    A carne é fraca, mas dá música

    A carne é fraca, mas dá música

    A carne também foi problema em 1959, quando o sucesso da marchinha Boi da cara preta, com Jackson do Pandeiro, fez parte da população entrar na brincadeira preconceituosa e acreditar que comer alimento resultava em perda da masculinidade para os homens. Joaquim Ferreira dos Santos...

    24.03.2017
    Precisamos falar de Rubens Bassini

    Precisamos falar de Rubens Bassini

    Rubens Bassini é um daqueles nomes que apareciam em letras pequenas nas contracapas de discos. Mas é preciso falar desse percussionista carioca que imprimiu sua marca no sambalanço e morreu com apenas 48 anos.

    10.03.2017
    Malandragem, dá um tempo: 90 anos de Bezerra da Silva

    Malandragem, dá um tempo: 90 anos de Bezerra da Silva

    Bezerra da Silva já era adulto quando determinou que nascera num 23 de fevereiro. Sendo assim, teria completado 90 anos. Foi um Bob Dylan dos pobres, diz Joaquim Ferreira dos Santos. Um cronista de morros que não ficavam pertinho do céu, mas do inferno.

    24.02.2017

    Estúdio Batuta

    A Batuta recebe artistas em seu estúdio para entrevistas. E algumas dessas entrevistas acabam em música. Mostramos aqui, no Estúdio Batuta, um pouco das conversas e, também, os registros exclusivos de canções. As músicas do Estúdio Batuta também podem ser ouvidas no canal de podcasts Rádio Batuta. Baixe o app na loja de sua preferência (como App Store e Google Play).

    VER TODOS

    Lira Neto e a história do samba

    Lira Neto e a história do samba

    Lira Neto, autor de Uma história do samba, detalha as origens do gênero em entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos. Dos antecedentes no século XIX à consolidação no início dos anos 1930, o escritor traça o panorama social e cultural que formou o samba. Ele desmonta clichês e...

    20.03.2017
    O expresso Mauro Senise

    O expresso Mauro Senise

    No estúdio da Batuta, o flautista e saxofonista Mauro Senise comenta os três CDs que gravou em 2016, sendo dois já lançados. "Se eu ficar em casa, esperando a Fátima Bernardes chamar para tocar no programa dela, estou ferrado", brinca ele sobre sua alta produtividade. Ele toca "Da cor do...

    12.11.2016
    Jorginho do Pandeiro e o pandeiro no Brasil

    Jorginho do Pandeiro e o pandeiro no Brasil

    Músico que acompanhou Benedito Lacerda, Pixinguinha, Jacob do Bandolim e outros, Jorginho do Pandeiro chega aos 86 anos na ativa e consagrado como um dos maiores nomes do instrumento. Em entrevista a Cristiano Menezes, ele mostra as batidas de grandes pandeiristas, inclusive a sua.

    28.07.2016

    Literatura em voz alta

    O programa apresenta gravações de poemas, contos e trechos de romances, feitas muitas vezes pelos próprios autores, em registros pouco conhecidos. Também há trechos de palestras, como as realizadas no Clube de Leitura do IMS.

    VER TODOS

    Clube de leitura – São Bernardo

    Clube de leitura – São Bernardo

    As contradições do narrador Paulo Honório e sua busca pelo afeto perdido foram destacados pelo professor Gilberto Araújo, da UFRJ, nas duas conversas sobre "São Bernardo", de Graciliano Ramos, no Clube de Leitura do IMS.

    15.02.2017
    Clube de Leitura – Machado de Assis e Shakespeare

    Clube de Leitura – Machado de Assis e Shakespeare

    Marta de Senna, presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa, destacou no Clube de Leitura do IMS que Machado de Assis quase sempre buscava um efeito cômico ao citar Shakespeare em suas obras. Ela ainda rechaçou a ideia de que Machado foi uma criança pobre.

    07.02.2017
    Clube de Leitura – O encontro marcado

    Clube de Leitura – O encontro marcado

    Romance que marcou (e continua marcando) gerações de leitores, o autobiográfico "O encontro marcado", de Fernando Sabino, teve momentos-chave analisados pelo professor e jornalista Paulo Roberto Pires no Clube de Leitura do IMS.

    31.01.2017

    Música é História

    O programa passeia pela história da música brasileira em edições avulsas ou em séries, como as dedicadas aos grandes compositores e aos cem anos do samba. Uma versão de cinco minutos vai ao ar aos domingos, às 14h50, na CBN. A versão integral fica na Batuta.

    VER TODOS

    Mulheres do século XXI

    Mulheres do século XXI

    Letras que desafiam o machismo na música brasileira, espelhando as mudanças do país, estão no último programa da série dedicada às mulheres. No repertório, Alice Caymmi (foto), Clarice Falcão, Karol Conka e Fabiana Cozza.

    26.03.2017
    As vozes femininas de Chico Buarque

    As vozes femininas de Chico Buarque

    Nenhum compositor escreveu tão marcantes canções sobre o universo feminino do que Chico Buarque. No início da carreira, algumas de suas personagens, como a de Com açúcar, com afeto, ainda eram subjugadas pelos homens. Depois, elas se tornaram fortes, decididas, até cruéis, mas...

    19.03.2017
    Mulheres: machismo nacional e musical

    Mulheres: machismo nacional e musical

    O infeliz discurso de Michel Temer no Dia Internacional da Mulher encontra eco na tradição da música brasileira, na qual não faltam canções machistas: de "Ai, que saudades da Amélia" a exemplos recentes.

    12.03.2017

    Ontem e sempre

    A ideia deste programa é permitir comparações entre registros de épocas diferentes. Uma canção dos anos 1930, por exemplo, pode ter tido regravações significativas nas décadas seguintes. Ouvi-las em sequência dá a possibilidade (e, espera-se, o prazer) de se cotejar interpretações e arranjos.

    VER TODOS

    O trio de ouro de Gilberto Gil

    O trio de ouro de Gilberto Gil

    Neste 26 de junho, quando Gilberto Gil completa 74 anos, a Batuta apresenta interpretações do artista para peças do repertório de seus três grandes mestres: Dorival Caymmi, Luiz Gonzaga e João Gilberto. E, para comparar, mostra as versões dos mestres. A seleção é de Joaquim Ferreira...

    26.06.2016
    Chico canta

    Chico canta

    Chico Buarque completa 72 anos neste 19 de junho consagradíssimo como compositor, mas ainda dividindo opiniões como cantor. Numa seleção feita por Joaquim Ferreira dos Santos, é possível ouvir dez interpretações feitas por Chico de músicas alheias e compará-las com outras versões,...

    19.06.2016
    João Gilberto, 85

    João Gilberto, 85

    Toda música se transforma em outra após ser tocada por João Gilberto. Para saudar os 85 anos do artista, a Batuta selecionou dez pares de gravações para que se possa comparar como certas canções foram interpretadas por outros e como foram por ele.

    10.06.2016

    Ouve essa

    O programa semanal é destinado a pescar pérolas pouco conhecidas do acervo musical do IMS. A matéria-prima do acervo são as coleções dos pesquisadores José Ramos Tinhorão e Humberto Franceschi. A seleção dos fonogramas é de Joaquim Ferreira dos Santos. O ouvinte da Batuta pode fazer suas pesquisas em acervo.ims.com.br. É necessário utilizar o navegador Mozilla Firefox.

    VER TODOS

    Samba que eu quero ver

    Samba que eu quero ver

    Apontado frequentemente como o primeiro sambalanço, a música Samba que eu quero ver foi lançada em 1951 por seu autor, Djalma Ferreira, que pilotava um Solovox, instrumento precursor dos sintetizadores. Ele e seu conjunto Milionários do Ritmo foram sensação no Rio dos anos 1950.

    29.03.2017
    Nega

    Nega

    O gaúcho Caco Velho foi um cantor de sambas malandros, que rodou pelo mundo, emplacou um sucesso na voz da rainha do fado Amália Rodrigues e sempre voltou para São Paulo. A divertida Nega é prova de seu estilo.

    22.03.2017
    Caixa alta em Paris

    Caixa alta em Paris

    O programa semanal Ouve Essa, destinado a pescar pérolas do acervo musical do IMS, começa com "Caixa alta em Paris", exemplar do humor e do balanço de Jorge Veiga. O cantor era conhecido como "o caricaturista do samba". A gravação é de 1962.

    14.03.2017

    Playlist do Zuza

    Zuza Homem de Mello, nome consagrado quando o assunto é música brasileira, reúne no programa gravações de sua preferência, combinando registros consagrados e contemporâneos. Ele é autor de livros como “A canção no tempo” (em parceria com Jairo Severiano), “João Gilberto”, “Música com Z” e “A era dos festivais”. Playlist do Zuza é uma parceria com a Rádio USP (93.7 FM em São Paulo), que veicula o programa às 17h de sexta-feira, dia em que entra no site da Batuta. A Rádio MEC FM do Rio de Janeiro apresenta às 22h de sexta. O tema de abertura é "Incompatibilidade de gênios" (João Bosco e Aldir Blanc).

    VER TODOS

    João Gilberto, Elis Regina, Paulinho da Viola, Núbia Lafayette, Pélico…

    João Gilberto, Elis Regina, Paulinho da Viola, Núbia Lafayette, Pélico…

    Zuza Homem de Mello, nome consagrado quando o assunto é música brasileira, volta a ter um programa de rádio. Ele seleciona gravações de acordo com seu gosto e seu profundo conhecimento, reunindo interpretações famosas e surpreendentes.

    24.03.2017

    Prelúdios

    Arthur Dapieve apresenta o programa, que estreou em 2013. Ele é jornalista desde 1986, trabalhando na área de cultura no "Jornal do Brasil" e em "O Globo", do qual é colunista, além do site "NoPonto". Tem dez livros entre ficção e não ficção, alguns sobre música, como BRock - o rock brasileiro dos anos 80 (1995) e Renato Russo - O trovador solitário (2000). Escuta música clássica desde que era um adolescente fã de rock progressivo e hoje dedica a Bach, Tchaikovsky e Mahler a maioria do seu tempo.

    VER TODOS

    Os noturnos

    Os noturnos

    Gênero criado pelo irlandês John Field (imagem), o noturno ganhou este nome por causa de seu formato livre, que se assemelha a divagações. Chopin é o nome maior, mas Arthur Dapieve seleciona outros compositores importantes, incluindo os brasileiros Ernesto Nazareth e Radamés Gnattali.

    25.03.2017
    Na linha do Villa

    Na linha do Villa

    Villa-Lobos foi quem encarnou melhor a ideia de que a música brasileira poderia ter uma linha própria, uma escola. Nela também estão Tom Jobim, Francis Hime e Egberto Gismonti. São os compositores do novo programa de Arthur Dapieve.

    18.02.2017
    Cabaré clássico

    Cabaré clássico

    Na abertura da quinta temporada de Prelúdios, Arthur Dapieve destaca a música de cabaré, surgida na Alemanha dos anos 1920. O casal Lotte Lenya e Kurt Weill (foto), Marlene Dietrich e Ute Lemper são personagens do programa.

    28.01.2017

    Rádio Pensamento

    A Rádio Pensamento é um espaço da Rádio Batuta voltado para entrevistas e comentários que podem passear por filosofia, sociologia e artes, buscando visões originais sobre temas diversos.

    VER TODOS

    Pero Vaz, Euclides da Cunha, Romero Jucá e o fim do mundo

    Pero Vaz, Euclides da Cunha, Romero Jucá e o fim do mundo

    Na coluna "Espaço em obra", da Rádio USP, Guilherme Wisnik apresenta fragmentos da carta de Pero Vaz de Caminha; de Os sertões, de Euclides da Cunha; e do diálogo entre os políticos Romero Jucá e Sérgio Machado sobre como estancar a Lava-Jato. São retratos da impunidade no...

    26.03.2017
    Restrições ao uso do Minhocão

    Restrições ao uso do Minhocão

    Em sua coluna sobre urbanismo, na Rádio USP, Guilherme Wisnik condena o uso que a Prefeitura de São Paulo estuda fazer do Elevado João Goulart, o Minhocão, restringido o acesso da população e privilegiando os carros, numa guinada em relação ao que aconteceu nos últimos anos.

    18.03.2017
    O (re)nascimento do carnaval de São Paulo

    O (re)nascimento do carnaval de São Paulo

    A coluna semanal de Guilherme Wisnik na Rádio USP começa a ser reproduzida pela Batuta. Na estreia da parceria, o professor de arquitetura associa a explosão do carnaval de rua em São Paulo ao desejo de parte da população de ocupar as ruas também politicamente.

    09.03.2017