Vidas secas, o filme de Nelson Pereira dos Santos, estreou em 22 de agosto de 1963. Resumindo o que grande parte dos espectadores daquela época sentiu ao ver o filme, Otto Lara Resende, citado neste programa por José Carlos Avellar, escreveu: "Saio de Vidas secas com a convicção de que esse filme, sozinho, funda e justifica uma nação. O Brasil está, enfim, descoberto". Exatamente 50 anos depois, o IMS vai reapresentar o longa-metragem no próximo 22 de agosto. Aqui, podemos ouvir, além dos comentários de Avellar, as falas de Fabiano e Sinhá Vitória no final do filme.

 

Edição e sonorização: Filipe Di Castro